EY contratou 190 funcionários na quarentena e tem mais 300 vagas abertas

Parte das vagas é voltada ao programa de trainees da empresa. Com toda a equipe em home office, os processos de seleção serão remotos

Sem prazo para retornar ao escritório, a consultoria EY não desacelerou suas contratações por causa da pandemia do novo coronavírus: foram 190 novos funcionários e com 300 vagas ainda a ser preenchidas.

Entre as admissões, 50 foram trainees que começaram a trabalhar em maio. E o programa para recém-formados ainda está em andamento. Das 300 vagas, 250 serão para trainees, com previsão para início até outubro.

As demais oportunidades estão distribuídas em diversas áreas, mas são principalmente para Consultoria e Auditoria.

Com toda a equipe em home office, os processos de seleção serão remotos, assim como a integração.

A empresa adaptou seus treinamentos para o modelo online, acompanhando com pesquisas e conversas o desenvolvimento dos novos funcionários na jornada que dura 12 meses.

Desde o primeiro dia, os colaboradores conhecem sua rede de suporte, com um conselheiro, um colega para ajudar com dúvidas do dia a dia, uma consultora de talento e um líder de família, que atualiza os recém-chegados sobre estratégias e atividades da EY. E todos recebem os equipamentos para o trabalho em casa.

Confira aqui o programa de trainee e as outras oportunidades neste link.

Espera! Tem um presente especial para você.

Uma oferta exclusiva válida apenas nesta Black Friday.

Libere o acesso completo agora mesmo com desconto:

exame digital

R$ 15,90/mês

R$ 6,36/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

R$ 40,41/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.