Carreira

Empresa de RH lança programa para conectar empresas e profissionais do RS, veja como participar

Nesta quarta-feira, 5, o governador Eduardo Leite se reúne com o governo federal em Brasília para pedir apoio à manutenção de empregos e reposição da arrecadação no RS. Veja como as empresas e candidatos poderão participar gratuitamente do programa "Todos pelo RS"

Carlos Guilherme Nosé, CEO da FESA Group: Para as empresas, a iniciativa oferece uma oportunidade única de acessar um pool diversificado de talentos, enquanto demonstram seu compromisso social e responsabilidade corporativa (FESA Group/Divulgação)

Carlos Guilherme Nosé, CEO da FESA Group: Para as empresas, a iniciativa oferece uma oportunidade única de acessar um pool diversificado de talentos, enquanto demonstram seu compromisso social e responsabilidade corporativa (FESA Group/Divulgação)

Publicado em 5 de junho de 2024 às 15h00.

Última atualização em 5 de junho de 2024 às 16h11.

Tudo sobreNegócios em Luta RS
Saiba mais

Nesta quarta-feira, 5, o governador Eduardo Leite se reúne com o governo federal em Brasília para pedir apoio à manutenção de empregos e reposição da arrecadação no RS. Leite deverá se reunir com o presidente Lula, além de encontrar os presidentes do Senado e da Câmara dos Deputados. No momento, as principais reivindicações são:

    • Criação de programa emergencial para manutenção de empregos e renda;
    • Recomposição das perdas do Estado e dos municípios com a queda da arrecadação após a tragédia.

“O governo e as prefeituras vão sofrer, como já sofreram em maio, junho, julho e nos próximos meses, uma queda muito forte da arrecadação, o que vai prejudicar prestação de serviços à população. A gente está falando de algo de R$ 6 bilhões a R$ 10 bilhões até o final deste ano em termos de queda de arrecadação do Estado e dos municípios, que precisaria ser suportado pela União como foi na pandemia, porque é a União que tem fôlego financeiro para poder atender essas necessidades”, afirma o governador.

O programa que conecta empresa e candidatos

Para ajudar com essa demanda emergencial para geração e manutenção de empregos, a FESA Group, ecossistema integrado de soluções de RH, em colaboração com a Recrut.AI e Trillio, lança nesta quarta-feira o programa "Todos pelo RS" para apoiar a reconstrução do Rio Grande do Sul, conectando empresas com oportunidades de emprego (presenciais ou remotas) em aberto a profissionais gaúchos ou residentes do estado impactado.

Por meio desta parceria, foram criados dois espaços focados em empregabilidade: um para empresas que queiram compartilhar suas vagas e outro para os candidatos que desejam se cadastrar para as oportunidades.

“Para as empresas, a iniciativa oferece uma oportunidade única de acessar um pool diversificado de talentos, enquanto demonstram seu compromisso social e responsabilidade corporativa. Para os candidatos, a plataforma representa uma porta de entrada para novas oportunidades de carreira e desenvolvimento profissional oferecendo conteúdos e facilitando a inserção e retorno ao mercado de trabalho, ainda mais nesse momento desafiador na região”, afirma Carlos Guilherme Nosé, CEO da FESA Group.

Como candidato pode participar?

Na página Todos pelo RS - Candidato moradores do Rio Grande do Sul poderão se candidatar gratuitamente a vagas de emprego presenciais ou híbridas na cidade onde moram e até remotas em todo o país. Os profissionais poderão acompanhar suas inscrições e o andamento das vagas na página do programa, além de receber feedbacks diretamente pelo aplicativo da Recrut.AI.

Como empresas podem participar?

Na página Todos pelo RS - Empresa companhias de todo o Brasil poderão cadastrar suas vagas, contribuindo diretamente para a recuperação econômica do estado.

Negócios em Luta

A série de reportagens Negócios em Luta é uma iniciativa da EXAME para dar visibilidade ao empreendedorismo do Rio Grande do Sul num dos momentos mais desafiadores na história do estado. Cerca de 700 mil micro e pequenas empresas gaúchas foram impactadas pelas enchentes que assolam o estado desde o fim de abril.

São negócios de todos os setores que, de um dia para o outro, viram a água das chuvas inundar projetos de uma vida inteira. As cheias atingiram 80% da atividade econômica do estado, de acordo com estimativa da Fiergs, a Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul.

Os textos do Negócios em Luta mostram como os negócios gaúchos foram impactados pela enchente histórica e, mais do que isso, de que forma eles serão uma força vital na reconstrução do Rio Grande do Sul daqui para frente. Tem uma história? Mande para negociosemluta@exame.com.

Acompanhe tudo sobre:Negócios em Luta RSBusca de empregoMercado de trabalhoEnchentes no RSEnchentes

Mais de Carreira

Participação de jovens no mundo do trabalho ainda não retornou ao patamar pré-pandemia

Falconi abre inscrições para o Programa de Estágio com bolsas de R$ 2 mil

Este workshop entrega um plano prático para quem quer se tornar especialista em IA

Primeiro diretor negro em 215 anos da Faculdade de Medicina da Bahia vê saúde mental como prioridade

Mais na Exame