Carreira

Alemanha oferece bolsa de pós-graduação de até 1.200 euros para alunos do Brasil

Vagas são para mestrado e doutorado; bolsas de estudos são oferecidas pelo Deutscher Akademischer Austauschdienst (DAAD), órgão do Governo da Alemanha responsável pelos intercâmbios

Berlim, capital da Alemanha: país é o 4º do mundo a receber o maior número de estudantes internacionais e tem bolsas a estudantes brasileiros (Sean Gallup/Getty Images)

Berlim, capital da Alemanha: país é o 4º do mundo a receber o maior número de estudantes internacionais e tem bolsas a estudantes brasileiros (Sean Gallup/Getty Images)

LB

Leo Branco

Publicado em 26 de janeiro de 2023 às 11h24.

A Alemanha é, hoje em dia, o 4º país do mundo a receber o maior número de estudantes internacionais. E uma das oportunidades mais interessantes para brasileiros fazerem intercâmbio por lá está com inscrições abertas. 

Esse é o programa de bolsas de estudos para cursos de pós-graduação relacionados ao desenvolvimento (também conhecido pela sigla EPOS).

Essas bolsas de estudos são oferecidas pelo Deutscher Akademischer Austauschdienst (DAAD), que é o órgão do Governo da Alemanha responsável pelos intercâmbios do país.

Em tradução livre, a sigla DAAD significa Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico, e essa organização oferece diversas bolsas para pós-graduação no país germânico.

O objetivo dessa bolsa de estudos é oferecer capacitação e qualificação na pós-graduação para alunos de países em desenvolvimento. A ideia é formar especialistas bem treinados que vão fazer parte de uma rede mundial de parcerias, colaborando para um futuro com menos pobreza, mais educação e mais saúde para todos.

Dezenas de países têm estudantes elegíveis para essa bolsa de estudos na Alemanha, como por exemplo:

  • Brasil
  • Argentina
  • Síria
  • Sérvia
  • Filipinas
  • Turquia 
  • Bolívia
  • Uganda
  • Equador
  • Paraguai
  • Venezuela 

Além de ser oriundo de um dos países em desenvolvimento (confira a lista completa das nações participantes aqui), o estudante também deve, obrigatoriamente, ter mais de dois anos de experiência profissional para concorrer a essa bolsa de estudos.

O que a bolsa vai cobrir?

As bolsas terão duração entre um e três anos e meio de curso de pós-graduação, de acordo com cada programa de estudos.

O valor da bolsa também varia, dependendo do nível académico. No caso de estudantes de mestrado, o valor será de 934 euros por mês (cerca de R$ 5.177); já para alunos de doutorado, o repasse pode chegar a 1.200 euros (aproximadamente R$ 6.652 na cotação atual). Esse recurso é para cobrir as anuidades do curso de pós.

Os estudantes podem receber valores adicionais para arcar com o seguro de saúde e subsídio de viagem aérea. Em alguns casos especiais, os bolsistas também terão direito a uma bolsa para o aluguel e para acompanhantes da família, como cônjuges ou filhos.

Como os bolsistas são escolhidos?

A seleção dos alunos será feita com base nos requisitos acadêmicos, com preferência para estudantes de destaque, com boas notas e que desempenham funções relacionadas ao desenvolvimento sustentável.

De acordo com o DAAD da Alemanha, o bolsista ideal tem o seguinte perfil:

  • apresentam diploma de bacharel em área relacionada à bolsa (com, no máximo, 6 anos de conclusão do último grau acadêmico);
  • pelo menos dois anos de experiência profissional relacionada ao bacharelado;
  • tem motivação relacionada ao desenvolvimento e assume responsabilidade social;
  • tenha obtido notas acima da média;
  • trabalhe em projetos voltados para o desenvolvimento nas áreas tecnológica, econômica ou social.
  • não esteja morando na Alemanha por mais de 15 meses no momento de inscrição para a bolsa.

O interessado também deve comprovar a proficiência do idioma alemão ou inglês, de acordo com o curso escolhido.

Para aulas em alemão, a bolsa inclui um curso preparatório da língua de 6 meses na Alemanha e é necessário apresentar, no mínimo, nível B1 para aplicar.

Já para os cursos ministrados em inglês, o estudante deve ter um nível 6 no IELTS ou, pelo menos, 550 no TOEFL (o TOEFL acadêmico não é aceito para esse programa).

Como se inscrever?

As candidaturas devem ser enviadas diretamente para o curso desejado, no site das universidades parceiras, e por isso, o prazo varia bastante.

Alguns cursos com inscrições abertas são os seguintes:

  • Mestrado em ciência: saúde internacional na FU Berlin, com prazo até 31 de março de 2023;
  • Mestrado em ciência em saúde urbana global, com deadline em 15 de abril de 2023;
  • Mestrado em ciência: saúde internacional na U Heidelberg, inscrições até 30 de abril de 2023;
  • Mestrado em direito sobre propriedade intelectual, com prazo até 30 de abril de 2023;
  • Estudos de mídia internacional, com inscrições até 31 de março de 2023.

    E, além dos cursos de pós-graduação 2023/2024, outras oportunidades vão receber inscrições neste ano para o período letivo 2024/2025. A lista completa das vagas de mestrado e doutorado pode ser conferida no site oficial.

    Para se inscrever, os alunos devem enviar os documentos para a universidade de interesse. A partir daí, um comitê de seleção vai indicar possíveis candidatos a uma bolsa e esses alunos são informados para que enviem os documentos para o portal do DAAD.

    Junto à documentação, o estudante vai precisar enviar:

    • Formulário de candidatura;
    • Curriculum vitae no modelo Europass;
    • Uma carta de motivação pessoal, acadêmica e profissional;
    • Carta de recomendação do empregador;
    • Certificado de emprego com, no mínimo, 24 meses de experiência e, se possível, com garantia de recontratação após o intercâmbio;
    • Prova recente de proficiência em inglês ou alemão;
    • Cópia do diploma e das notas obtidas (traduzidos para inglês ou alemão).

    Alguns cursos podem exigir documentação adicional. Por isso, é importante verificar o edital de cada programa de mestrado ou doutorado.

    Inscreva-se e receba por e-mail dicas e conteúdos gratuitos sobre carreira, vagas, cursos, bolsas de estudos e mercado de trabalho.

     

    Acompanhe tudo sobre:AlemanhaBolsas de estudoCarreira internacionalCursos no exteriorGraduaçãoPós-graduação

    Mais de Carreira

    Você já tirou a tal das “férias silenciosas”? Veja o lado bom e ruim dessa tendência

    Vagas para todos: setor trilionário aceita profissionais de todas as formações e paga acima da média

    Número de executivas mulheres cai pela primeira vez desde 2005 nos EUA

    Quer trabalhar de qualquer lugar do mundo? Veja as vagas de home office disponíveis nesta semana

    Mais na Exame