5 dicas para fazer o currículo ideal e aumentar as chances na busca por emprego

Com pandemia, volume de vagas em home office aumentou consideravelmente -- saiba como capturar a atenção dos recrutadores nesse processo
Para Nathália Paes, gerente de desenvolvimento de produtos do InfoJobs, cinco dicas são essenciais para este momento -- e funcionam até mesmo para quem vai preencher formulários dentro de sites de recrutamento (VectorStory/Getty Images)
Para Nathália Paes, gerente de desenvolvimento de produtos do InfoJobs, cinco dicas são essenciais para este momento -- e funcionam até mesmo para quem vai preencher formulários dentro de sites de recrutamento (VectorStory/Getty Images)
K
Karina SouzaPublicado em 24/01/2021 às 20:04.

Com o aumento do desemprego, registrado no último ano, a busca por vagas se torna cada vez mais acirrada. Nesse processo, é fundamental ter atenção a alguns pontos específicos a fim de capturar a atenção dos recrutadores -- especialmente com processos seletivos e novos empregos totalmente online. Para ter uma ideia, a plataforma Infojobs registra este ano 25.888 vagas no modelo home office hoje, número que era de 4.010 há apenas um ano.

A profissão mais valorizada na pandemia? Vire um "dev" com o curso de data science e Python da EXAME

Diante de um cenário tão diferente, como se preparar? Para Nathália Paes, gerente de desenvolvimento de produtos do InfoJobs, cinco dicas são essenciais para este momento -- e funcionam até mesmo para quem vai preencher formulários dentro de sites de recrutamento. São elas:

1. Destaque suas competências

Detalhe seu currículo e conte sobre projetos que esteve envolvido. "Além de citar suas experiências profissionais, é importante inserir e detalhar vivências, contar o que fez de fato em seus últimos empregos, o que aprendeu, de que forma a oportunidade complementou, e de que maneira você acrescentou para a empresa", afirma Paes.

2. Seja transparente

Essa parece uma dica óbvia, mas muitas pessoas ainda aumentam ou até mesmo omitem informações na tentativa de impressionar os recrutadores. "Não tem nada melhor do que ser 100% sincero. Foi demitido do último emprego por corte de gastos? Não fique constrangido. Não é fluente em uma língua estrangeira? Fale", destaca.

3. Inclua atividades extracurriculares

Cada vez mais, os cursos e atividades extracurriculares estão ganhando força no mercado de trabalho. Fez algum trabalho voluntário? Coloque também. "Porém, é importante que você seja objetivo e conte mais sobre suas experiências no momento da entrevista. A ideia é que não fique muito extenso e cansativo", diz Paes.

4. Escreva em ordem cronológica

Não coloque apenas a função que exercia na sua antiga posição, mas resuma qual foi a importância de participar dela e o que aprendeu, que pode acrescentar na nova oportunidade.

5. Alinhe seu objetivo ao propósito do lugar

"A principal dica para o candidato é estudar sobre a empresa e sobre a vaga para alinhar seu objetivo com o propósito do lugar. Assim, é possível ordenar quais competências destacar na hora de preencher o currículo online, e focar no momento da entrevista", diz a especialista. Muitas vezes, durante as entrevistas, os recrutadores deixam em aberto um espaço para os candidatos fazerem perguntas sobre a empresa e sobre a vaga, e é neste momento que eles medem o interesse do candidato.

E para trabalhar em outros países?

As dicas vão de encontro ao que outros especialistas também destacam para esse momento. Em um mundo no qual 52% dos profissionais mudariam de emprego para trabalhar remotamente, estar atenado ao que as companhias pedem é fundamental.

Se a distância para procurar um novo emprego abrange outros países, traduzir o CV é indispensável.

“Ao buscar vagas internacionais, o candidato deve ter em mente que o currículo em diferentes idiomas é imprescindível para que o recrutador e a empresa possam saber de forma precisa quais são as habilidades e qualidades de cada candidato. A adaptabilidade e pluralidade no desempenho das funções são relevantes numa contratação de sucesso”, afirma Leonardo Freitas, CEO da HAYMAN-WOODWARD.

Uma forte presença digital, especialmente em redes como o LinkedIN, também é recomendada. Além disso, se candidatar para cargos temporários e estabelecer um plano de carreira internacional são pontos altamente recomendados.

“Elaborar uma lista vai ajudar você a entender o que você está buscando em um trabalho no exterior”, explica o diretor geral da Assigna.