Bússola
Um conteúdo Bússola

Shopping centers ganham primeiro marketplace B2B do setor

Empório Clube já conta com 60 empresas participantes na plataforma, que reúne negócios de todo o Brasil focados no segmento

A meta é expandir em 200 empresas até o fim do ano e oferecer serviço mais personalizado possível (seb_ra/Thinkstock)

A meta é expandir em 200 empresas até o fim do ano e oferecer serviço mais personalizado possível (seb_ra/Thinkstock)

B

Bússola

Publicado em 16 de julho de 2021 às 18h39.

Última atualização em 16 de julho de 2021 às 19h00.

O setor de shopping centers, que movimenta anualmente cerca de 130 bilhões de reais em faturamento e 341 milhões de visitantes, segundo dados da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce), ganha seu primeiro marketplace B2B.

Trata-se do Empório Clube, uma plataforma digital que integra os principais fornecedores de produtos e serviços para shoppings, oferecendo aos usuários acessos a compradores e vendedores, com modernidade e agilidade nos processos de compra e venda de produtos e ampla transparência. A Abrasce, que reúne 610 shoppings no Brasil, é uma das apoiadoras da iniciativa, que estreou em junho.

Fabiano Brandão, CEO do Empório Clube, explica que, por meio das ferramentas oferecidas, os fornecedores de produtos e serviços para shoppings farão seus anúncios, que poderão ser adquiridos pelos empreendimentos (shoppings) ou lojistas (na segunda etapa do projeto). “É uma ótima oportunidade de tornar seu negócio cada vez mais digital, comprando de fornecedores qualificados e dedicados ao setor”, afirma. O executivo explica que tem feito um trabalho de curadoria para selecionar os melhores fornecedores para a plataforma e já foram reunidas 60 empresas que prontamente começaram a disponibilizar produtos e serviços, desde álcool em gel até máquina de lavar pisos de shoppings. A meta é alcançar 200 empresas até o fim do ano.

“Para o shopping, não há custo de adesão e há a vantagem de encontrar fornecedores qualificados e focados no segmento. Para as empresas que oferecem produtos e serviços, elas terão um canal para escoar a mercadoria ou atendimento em escala, potencializando os negócios”, diz o CEO. Os lojistas de shoppings devem ter acesso piloto liberado a partir do quarto trimestre deste ano e, no futuro, a ideia é contar com toda a base desses comerciantes na plataforma.

O Empório Clube está sendo construído para ser o mais personalizado possível, ouvindo shoppings e compradores, e adaptando as necessidades apontadas à ferramenta. Umas das propostas é oferecer o gerenciamento de uma compra para várias filiais do shopping a partir de um único carrinho de compras. “O comprador poderá gerenciar a distribuição dos produtos para as filiais através de uma compra única, possibilitando gerir melhor o estoque.” Para o CEO, o modelo que foi construído para o segmento de shoppings poderá ser replicado no futuro para outros nichos setoriais. “A Abrasce entende que a plataforma é um caminho a mais para os shoppings terem acesso a fornecedores selecionados, com melhores condições de negociação para redução de custos. Além disso, estamos focados em inovação e uma alternativa como esta traz agilidade e assertividade na aquisição de materiais e serviços”, diz Glauco Humai, presidente da entidade.

Já estão disponíveis na plataforma itens de limpeza, copa, higiene, EPIs, equipamentos e eletrônicos, material de escritório, saúde, beleza, perfumaria, tecnologia e informática, e MRO (sinalização e acessórios).

Siga a Bússola nas redes: Instagram | LinkedInTwitter | Facebook | Youtube

Veja também

Acompanhe tudo sobre:e-commerceInclusão digitalShopping centersVendas

Mais de Bússola

Claudia Elisa Soares: ESG vai bem, obrigado

Como Inter, super app financeiro, lucrou R$ 195 mi apostando em IA generativa

Quem é a arquiteta que participa pela 6ª vez da mostra CASACOR assinando galeria de arte

Bússola Cultural: inscrições abertas para o 3° Concurso de Crônicas sobre futebol de várzea

Mais na Exame