Acompanhe:

NRF 2022: confira as 4 principais tendências para o varejo

Público brasileiro poderá acompanhar as últimas tendências discutidas em NY durante o Interactive Retail Trends, que ocorre em 1° de fevereiro

Modo escuro

Continua após a publicidade
Negócios digitais, ESG & DE&I, diversificação dos canais de atendimento e novos tipos de liderança são as grandes apostas para o setor nos próximos anos (Germano Lüders/Exame)

Negócios digitais, ESG & DE&I, diversificação dos canais de atendimento e novos tipos de liderança são as grandes apostas para o setor nos próximos anos (Germano Lüders/Exame)

B
Bússola

Publicado em 24 de janeiro de 2022 às, 19h48.

Última atualização em 24 de janeiro de 2022 às, 21h20.

Evolução de negócios digitais, iniciativas relacionadas a ESG (traduzido do inglês — governança ambiental, social e corporativa) e DE&I (diversidade, equidade e inclusão), diversificação dos canais de atendimento ao cliente e um olhar mais atento para o desenvolvimento de boas lideranças são as grandes tendências para o varejo identificadas pela curadoria da Gouvêa Ecosystem durante a edição deste ano do Retail Big Show, em Nova York — maior evento do setor no mundo, conhecido no Brasil como NRF.

Para aproximar o público nacional destas discussões, a Gouvêa prepara, para o dia 1º de fevereiro, o Interactive Retail Trends, evento “figital” (presencial e virtual) que será realizado em São Paulo, no Teatro Santander, e online para quem deseja ver ou rever o que aconteceu de mais importante em Nova York.

Entre os palestrantes confirmados estão Abilio Diniz (presidente do conselho de administração da Península Participações e membro do conselho de administração do Carrefour Global), Luiza Trajano (presidente do conselho de administração do Magazine Luiza), Marcelo Tripoli (fundador e CEO do Zmes), Regiane Relva Romano (diretora de Cidades Inteligentes da Facens), além dos especialistas da Gouvêa.

“A NRF traz insights relevantes para o varejo no mundo todo. Este ano, as discussões giraram em torno das transformações na sociedade, no ambiente de consumo e no cenário de empresas no mundo pós-pandemia”, diz Eduardo Yamashita, diretor de operações da Gouvêa Ecosystem e diretor de inteligência de mercado da MosaicLab — empresa de inteligência de mercado do Ecossistema Gouvêa.

Confira abaixo as principais tendências identificadas pela curadoria da Gouvêa Ecosystem:

Evolução de negócios digitais

O varejo de consumo tem reagido perante à mudança no comportamento do consumidor, que está cada vez mais digital em consequência da pandemia, com reflexo em todo o mercado americano e em seus paralelos com o brasileiro. A adoção de inteligência artificial (IA) para reter consumidores e melhorar processos internos é uma grande aposta para os próximos anos.

“Praticamente todas as empresas de inovação no evento, ou cerca de 80% a 90%, remetem à inteligência artificial para as vendas do varejo. No futuro, tudo o que será feito de produto ou serviço terá essa tecnologia por trás, seja para melhorar a parte de front-end com o cliente ou para otimizar as próprias operações internas”, diz Carlos Carvalho, sócio-diretor da Truppe! — empresa do grupo Gouvêa especializada em recrutamento, seleção e alocação de profissionais de TI.

ESG & DE&I

Entre os temas abordados no evento, ESG e DE&I, que envolvem o papel da diversidade e a comunicação entre lideranças e liderados, foram amplamente discutidos por quase todos os executivos presentes na NRF. “A lição retirada das apresentações é quanto a liderança é importante como propulsora das melhores decisões e da potencial evolução dos profissionais de uma empresa”, afirma Cristina Souza, CEO da Gouvêa foodservice.

Segundo ela, todo mundo sabe que o negócio é para gerar resultado, mas esse resultado só é atingido com as pessoas felizes, comprometidas e envolvidas. E a partir do momento em que se entende que cada pessoa é única, que precisamos respeitar as pessoas e o que é melhor para elas, a mudança ocorre e traz bons frutos.

Canais de atendimento

Sendo a experiência do consumidor um dos principais fatores na decisão de compra, muitas empresas alinham seus objetivos em busca do fim das fronteiras entre online e offline. “Uma das tendências mais comentadas nas palestras que acompanhei em Nova York foi diferentes formas de ativar o consumidor para conseguir entregar uma experiência de marca de qualidade, independentemente do canal”, declara Yamashita.

Liderança

Diante de uma nova conjuntura de mercado, da mudança de comportamento do consumidor e da postura dos colaboradores, muitas discussões evidenciaram a importância de um bom líder para reter e desenvolver talentos. A nova forma de liderar coloca o líder na posição de mentor, que desenvolve sua equipe e não apenas indica o caminho.

“Os dois anos nos quais os profissionais trabalharam em home office ou no modelo híbrido resultaram na mudança da vida tanto do consumidor como do colaborador. Então, podemos ver que a NRF deste ano contou com líderes mais humanizados e mais flexíveis”, afirma o sócio diretor da MosaicLab, Ricardo Contrera.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | LinkedInTwitter | Facebook | Youtube

Veja também

Últimas Notícias

Ver mais
Relator vê como 'sadia' antecipação de frentes parlamentares na regulamentação da tributária
Brasil

Relator vê como 'sadia' antecipação de frentes parlamentares na regulamentação da tributária

Há um dia

App Day: por que a Amazon vai dar descontos de até 50% só para quem comprar por celular
seloNegócios

App Day: por que a Amazon vai dar descontos de até 50% só para quem comprar por celular

Há um dia

Vendas no varejo nos EUA sobem 0,7% em março ante fevereiro
Economia

Vendas no varejo nos EUA sobem 0,7% em março ante fevereiro

Há 3 dias

Dados do varejo: vendas batem recorde em fevereiro, mostra IBGE
Economia

Dados do varejo: vendas batem recorde em fevereiro, mostra IBGE

Há uma semana

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais