Um conteúdo Bússola

Modo goblin, a expressão de 2022 que viralizou após fake news sobre rapper

O termo descreve comportamento “assumidamente autoindulgente, preguiçoso, desleixado ou ganancioso”

“Modo goblin” recebeu maioria esmagadora de votos contra “metaverso” e “#IStandWith” – selecionados por lexicógrafos de Oxford (Getty Images/Getty Images)
“Modo goblin” recebeu maioria esmagadora de votos contra “metaverso” e “#IStandWith” – selecionados por lexicógrafos de Oxford (Getty Images/Getty Images)
B

Bússola

Publicado em 10 de dezembro de 2022 às 14h43.

Última atualização em 10 de dezembro de 2022 às 17h39.

Por Danilo Vicente* 

Pela primeira vez na história, o Dicionário Oxford permitiu que o público votasse na palavra ou expressão do ano. O vencedor de 2022: “modo goblin”. O termo é definido como “um tipo de comportamento que é assumidamente autoindulgente, preguiçoso, desleixado ou ganancioso, geralmente de uma forma que rejeita as normas ou expectativas sociais”, de acordo com Oxford. 

Em português, a tradução literal do “goblin mode” seria “modo duende”, mas o idioma não tem definição correspondente ao termo, que é muito utilizado em tom pejorativo.  

Segundo a Oxford University Press (OUP), responsável pelo dicionário, o termo foi utilizado pela primeira vez em 2009, mas cresceu na pandemia, viralizando após ser usado em uma notícia falsa sobre o fim de um relacionamento do rapper Kanye West e a atriz Julia Fox. A fake news é que ele não teria gostado de ela “entrar no modo goblin”. A “notícia” seria da Fox, embora a rede de TV americana nunca tenha realmente veiculado isso. 

Na sequência, o termo ganhou popularidade com a redução de bloqueios contra a covid-19, de acordo com a declaração de Oxford. “Aparentemente, capturou o humor predominante de indivíduos que rejeitaram a ideia de retornar à 'vida normal' ou se rebelaram contra os padrões estéticos cada vez mais inatingíveis e estilos de vida insustentáveis ​​exibidos nas mídias sociais.” 

Votação 

O “modo goblin” recebeu maioria esmagadora de votos contra “metaverso” e “#IStandWith” – selecionados por lexicógrafos de Oxford. Mais de 340.000 pessoas participaram, com o “modo goblin” recebendo 318.956 votos - 93% do total.  

Historicamente, a expressão do ano foi sempre selecionada pela equipe do Dicionário Oxford. O vencedor do ano passado foi “vax”, e outros vencedores anteriores incluem “selfie” em 2013 e “emergência climática” em 2019.  

*Danilo Vicente é sócio-diretor da Loures Comunicação 

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube 

Veja também 

Mais de Bússola

Empresa faz parceria com Rubens Barrichello para ser nº 1 em software em segmento de apostas online

Análise do Alon: um esboço de (começo de) autópsia

Como a inteligência artificial está transformando as corretoras de seguros

Roku, agregadora de serviços de streaming, quer se consolidar no Brasil fazendo parceria com PPPs

Mais na Exame