Acompanhe:

Grupo DPSP contrata GreenYellow para fornecer 15 GWh

Para entregar o recurso contratado, a multinacional francesa deve construir cinco usinas solares no Brasil na modalidade de geração distribuída

Modo escuro

Continua após a publicidade
Grupo conta com fazenda solar e pretende adotar energia renovável em 100% de suas farmácias até 2023. (Dado Galdieri/Bloomberg)

Grupo conta com fazenda solar e pretende adotar energia renovável em 100% de suas farmácias até 2023. (Dado Galdieri/Bloomberg)

B
Bússola

Publicado em 20 de maio de 2022 às, 18h20.

Com o objetivo de fazer a transição do abastecimento energético das operações das lojas da rede para fontes renováveis e, assim, torná-lo mais sustentável e menos custoso, o Grupo DPSP, responsável pelas Drogarias Pacheco e Drogaria São Paulo, fechou junto à GreenYellow um acordo para o fornecimento de 15 GWh anuais.

Para entregar o recurso contratado, a multinacional francesa deverá construir cinco usinas solares no Brasil na modalidade de geração distribuída, localizadas em Riolândia, Barretos e José Bonifácio, no estado de São Paulo, Itaperuna, no Rio de Janeiro, e em Planaltina, no Distrito Federal, sendo que a última, com potência máxima de 752 kWp, já foi conectada à distribuidora CEB em dezembro de 2021. As usinas somadas possuem 8,03 MWp de potência instalada e a energia produzida nas cinco usinas será utilizada para compensar o consumo nas lojas da rede.

No total, o volume de energia gerado pelas fazendas fotovoltaicas será obtido por meio da instalação de quase 25 mil painéis e equivale ao consumo energético de aproximadamente 8 mil casas e à emissão de 1.790 toneladas de CO2 ao longo de um ano.

O Grupo DPSP já conta com uma fazenda solar e pretende adotar a energia renovável em 100% de suas farmácias até 2023, com a distribuição em todas as quase 1.400 unidades espalhadas por seis estados — São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Pernambuco, Bahia, Goiás, além do Distrito Federal.

“Somos um dos principais players do setor com uma capilaridade de quase 1400 lojas espalhadas pelo país. Essa parceria firmada com a GreenYellow permitirá seguirmos com o nosso propósito de diversificarmos o cenário energético dentro da companhia para fontes renováveis e evitarmos a emissão de mais de 150 toneladas de CO2 na atmosfera nos próximos 10 anos”, diz Jonas Laurindvicius, presidente do Grupo DPSP.

A GreenYellow será responsável por todo investimento inicial, bem como a construção, operação e manutenção da usina durante todo o contrato que tem duração de dez anos. “Estamos nos consolidando como uma grande parceira das empresas do ramo de varejo farmacêutico ao longo dos últimos anos, e esse fato, certamente, representa uma tendência no setor. É muito positivo que as empresas, como o Grupo DPSP, estejam dedicadas à transição energética, buscando consumir o recurso a partir de fontes renováveis e com maior previsibilidade”, afirma Marcelo Varlese, diretor comercial da GreenYellow no Brasil.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Últimas Notícias

Ver mais
5 tendências preocupantes em fraudes bancárias em 2024
Bússola

5 tendências preocupantes em fraudes bancárias em 2024

Há 5 horas

 Bússola Poder: um problema de fé na política 
Bússola

 Bússola Poder: um problema de fé na política 

Há 2 dias

Como startup que automatiza rotina fiscal de empresas projeta faturar mais de R$ 28 milhões em 2024
Bússola

Como startup que automatiza rotina fiscal de empresas projeta faturar mais de R$ 28 milhões em 2024

Há 2 dias

Bússola Cultural: encontro literário com Tiago Nhandewa, escritor e pesquisador indígena
Bússola

Bússola Cultural: encontro literário com Tiago Nhandewa, escritor e pesquisador indígena

Há 3 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais