Bússola
Um conteúdo Bússola

Como ele prevê faturar R$ 15 milhões beneficiando 250 produtores de açaí maranhense

Ekles é um empreendedor que lucra com ação social e participou de programa voltado para lideranças que está com inscrições abertas

 (Açaí Sunset/Divulgação)

(Açaí Sunset/Divulgação)

Aquiles Rodrigues
Aquiles Rodrigues

Repórter Bússola

Publicado em 7 de maio de 2024 às 10h00.

Tudo sobreEmpreendedorismo
Saiba mais

Ekles Arruda começou a empreender em 2013, enquanto ainda trabalhava no setor financeiro. Em dois anos, o peso da rotina dupla o fez perceber que precisaria sair do setor no qual já tinha 15 anos de experiência.

O maranhense de 42 anos decidiu apostar tudo no empreendedorismo e deixou sua posição de gerente no Banco Safra, aceitando que teria um corte de 50% no valor que estava acostumado a ganhar. 

O sacrifício valeu a pena e em 2017 ele fundou a Açaí Sunset. Hoje, a rede de açaiterias já fatura mais de R$ 10 milhões ao ano e projeta R$ 15 milhões até o final de 2024

Sustentável e com a missão de valorizar o açaí maranhense, a empresa também investe na agricultura familiar. Até o final deste ano, ela espera beneficiar mais de 250 famílias produtoras, gerando um volume de vendas em torno dos R$ 2 milhões

Mas nem sempre foi assim

Deixar o setor financeiro foi apenas o primeiro passo. Quando entrou de cabeça no mundo do empreendedorismo, Ekles percebeu que o dia a dia dos bancos era tudo o que ele conhecia. 

Ele teve que lidar com muitos desafios e ao final dos quatro anos após fundação a Açaí Sunset faturava apenas R$ 2 milhões

Segundo o empreendedor, o salto de 80% no faturamento entre 2022 e 2023 foi uma conquista que só veio graças à decisão de buscar conhecimento no ProLíder, programa gratuito voltado para a formação de lideranças no meio público e privado.

Quando o cara é bancário o banco que forma ele, né? Eu estava estagnado e percebi que não tem como você empreender se não tiver conhecimento. Quando entrei no ProLíder, consegui ver tudo de outra maneira e passei a buscar ainda mais”, conta. 

Após a formação na turma de 2021, do programa que é oferecido pelo Instituto Four, Ekles elaborou uma estratégia que rendeu o crescimento financeiro da empresa, permitiu a preparação para o modelo de franquias e a expansão de 8 para 17 lojas.

O programa também o incentivou a cursar uma especialização em Gestão Empresarial pela FGV e outra em Gestão de Franquias pela FIA, ambas terminadas muito recentemente.  

Eu busquei muita coisa na filosofia do lifelong learning. Sempre tive muito conhecimento de vida, mas ele tem que ser bem casado com o conhecimento teórico. Quando entendi isso percebi que eu tenho o mundo pela frente. Eu tenho 42 anos e ainda sou super novo!”, ele conta.

Sustentabilidade na cadeia de produção

Açaí Sunset tem uma missão: valorizar o açaí maranhense. Segundo Ekles, o estado é um dos maiores produtores do Nordeste, mas ninguém conhece o produto.

Eu fui entender com o agricultor familiar onde é que estava o problema. Percebi que esse cara é explorado por ‘atravessadores’. Ele produz e entrega o açaí na informalidade total. Nossa tese principal é formalizar essa cadeia. Assim vou conseguir fazer com que esse produtor venda a preço justo o fruto do trabalho dele e vamos garantir a compra deste produto”, explica.

As duas principais iniciativas da empresa envolvem: 

  • Parceria com prefeituras, 
  • Investimento em consultorias que ensinam os métodos corretos de produção
  • Apoio técnico para a legalização das atividades 
  • Fornecimento de maquinário para a produção do creme de Açaí

Só a iniciativa no sul do Maranhão, com a Comunidade 1700, já tem previsão para beneficiar 250 famílias até o final deste ano. A ideia é garantir o valor da cadeia e permitir que os produtores dupliquem os seus ganhos, de forma legalizada, e rendendo mais de R$ 2 milhões em vendas

Nós queremos transformar a cadeia e deixar o açaí maranhense conhecido mundo afora. Isso é parte do nosso DNA”, declara.

O programa ProLíder

A iniciativa do  Instituto Four busca fomentar novos projetos políticos e formar empreendedores de impacto social, em prol do desenvolvimento nacional.

  • O ProLíder está com inscrições abertas para sua 9ª edição
  • Podem participar pessoas entre 18 e 35 anos
  • São 80 vagas disponibilizadas
  • A taxa de inscrição é de R$ 100

Este ano, o programa terá formação de uma semana em Boston, após o término da programação do curso no Brasil. 

Para mais informações acesse este link.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

 

Acompanhe tudo sobre:Empreendedorismo

Mais de Bússola

Bia Félix: por que a Geração Z é a geração das contradições

Ele projeta faturar R$ 1 milhão vendendo anúncios em saquinhos de pão

Que tal morar em um home resort? Como funciona novo empreendimento de meio bilhão de reais no RJ

Cavaleiros olímpicos e campeões brasileiros são atrações do Concurso de Saltos Santo Antônio, no RJ

Mais na Exame