• AALR3 R$ 20,34 1.40
  • AAPL34 R$ 67,96 -2.78
  • ABCB4 R$ 17,36 4.52
  • ABEV3 R$ 14,11 -0.77
  • AERI3 R$ 3,72 -1.59
  • AESB3 R$ 10,75 0.66
  • AGRO3 R$ 30,95 1.08
  • ALPA4 R$ 20,84 -0.48
  • ALSO3 R$ 19,10 -1.29
  • ALUP11 R$ 26,71 1.17
  • AMAR3 R$ 2,45 4.26
  • AMBP3 R$ 30,53 -2.12
  • AMER3 R$ 23,10 0.65
  • AMZO34 R$ 67,45 -0.34
  • ANIM3 R$ 5,50 -0.72
  • ARZZ3 R$ 81,36 -0.60
  • ASAI3 R$ 15,39 -0.06
  • AZUL4 R$ 21,23 0.00
  • B3SA3 R$ 11,82 2.34
  • BBAS3 R$ 35,68 -0.64
  • AALR3 R$ 20,34 1.40
  • AAPL34 R$ 67,96 -2.78
  • ABCB4 R$ 17,36 4.52
  • ABEV3 R$ 14,11 -0.77
  • AERI3 R$ 3,72 -1.59
  • AESB3 R$ 10,75 0.66
  • AGRO3 R$ 30,95 1.08
  • ALPA4 R$ 20,84 -0.48
  • ALSO3 R$ 19,10 -1.29
  • ALUP11 R$ 26,71 1.17
  • AMAR3 R$ 2,45 4.26
  • AMBP3 R$ 30,53 -2.12
  • AMER3 R$ 23,10 0.65
  • AMZO34 R$ 67,45 -0.34
  • ANIM3 R$ 5,50 -0.72
  • ARZZ3 R$ 81,36 -0.60
  • ASAI3 R$ 15,39 -0.06
  • AZUL4 R$ 21,23 0.00
  • B3SA3 R$ 11,82 2.34
  • BBAS3 R$ 35,68 -0.64
Abra sua conta no BTG

Cinco razões para organizações investirem no open source

Softwares de código aberto cresceram e se tornaram uma infraestrutura essencial para os negócios
Cerca de 99% dos softwares do mundo têm pelo menos algum código-fonte aberto em seu DNA. (Getty Images/Oliver Nicolaas Ponder / EyeEm)
Cerca de 99% dos softwares do mundo têm pelo menos algum código-fonte aberto em seu DNA. (Getty Images/Oliver Nicolaas Ponder / EyeEm)
Por BússolaPublicado em 23/02/2022 17:01 | Última atualização em 23/02/2022 16:09Tempo de Leitura: 4 min de leitura

Por Julio Viana*

Em apenas algumas décadas, softwares de código aberto, o open source, cresceram e se tornaram uma infraestrutura essencial para os negócios. Cerca de 99% dos softwares do mundo têm pelo menos algum código-fonte aberto em seu DNA, o que significa que os aplicativos e programas que alimentam nossas vidas diariamente refletem o trabalho árduo de desenvolvedores de open source em todo o mundo.

Por isso, faz sentido dizermos que, em sua essência, open source é sobre colaboração. Ele permite que os desenvolvedores usem, estudem, modifiquem e distribuam código de maneira flexível, permitindo que projetos sejam criados e aprimorados rapidamente. Além disso, também é responsável por deixar que as comunidades trabalhem em conjunto e construam algo maior do que poderiam criar por conta própria, reduzindo os obstáculos para adoção e colaboração.

Pensando nisso, aqui estão cinco das principais razões pelas quais as organizações devem investir no open source:

Maior produtividade com menor custo

É muito comum, nessa modalidade, que os desenvolvedores possam encontrar o código pré-escrito de que precisam com uma pesquisa simples, geralmente de graça. Em vez de sempre criar um novo projeto, o uso do open source permite que as organizações priorizem o trabalho em seus recursos na diferenciação de produtos, resultando em um menor tempo de lançamento no mercado e custos reduzidos.

Assim, as empresas que adotam soluções open source são capazes de crescer, evoluir e ampliar rapidamente suas soluções e sistemas de tecnologia já existentes, sem precisar começar do zero a cada nova onda de inovação.

Desenvolvimento acelerado

Nenhuma organização pode acompanhar o ritmo de inovação impulsionado pela comunidade de open source. Isso porque os mantenedores e contribuidores de open source colaboram além das fronteiras, em fusos horários e idiomas diferentes, todos com a mesma paixão compartilhada por seu trabalho.

Por meio do envolvimento com a comunidade, as organizações podem aumentar instantaneamente seus recursos e escalabilidade conectando-se à comunidade de software do mundo como parte de sua equipe — o impacto é muito maior do que qualquer organização individual pode alcançar.

Crowdsourcing para códigos mais seguros

Crowdsourcing significa basicamente um modelo de contribuição coletiva. Ter mais olhos no seu código significa mais oportunidades de inovação, mas também mais chances de detectar possíveis bugs antes que eles sejam lançados em um projeto. Com contribuições por meio de avisos de segurança, os colaboradores externos podem relatar de forma privada possíveis vulnerabilidades de segurança no projeto de uma organização que a equipe pode não ter descoberto internamente.

Melhores ferramentas para o desenvolvedor

A maioria das organizações já está usando ferramentas open source ou tem open source em sua base de código — mesmo sem perceber ou contribuir formalmente para projetos de código aberto. Ainda assim, há uma diferença importante entre consumir open source passivamente e ativamente.

Ao se engajar ativamente nele, as organizações podem opinar sobre o futuro dos projetos open source que potencializam sua infraestrutura e contribuem com ferramentas que tornam o desenvolvimento de software melhor para todas as equipes.

Processos de recrutamento e retenção aprimorados

Contribuir publicamente, e ativamente, para o open source é uma maneira concreta das organizações demonstrarem seu compromisso com a inovação e com o trabalho das comunidades mais inovadoras do mundo. Afinal, desenvolvedores e o open source andam de mãos dadas.

Assim, líderes de open source atraem os melhores talentos e melhoram a retenção ao oferecer a seus desenvolvedores a liberdade de prosseguir com os projetos que amam. Além disso, o acesso a esses projetos e à suas comunidades também oferece oportunidades de recrutamento mais maduras.

O open source já mudou a forma como o mundo constrói software. Não apenas está em todos os lugares, mas potencializando as estruturas que usamos para comunicar, colaborar e inovar. Por isso, não é exagero dizer que as organizações que não estão participando agora, certamente ficarão para trás.

*Julio Viana é gerente regional do GitHub no Brasil

Siga a Bússola nas redes: Instagram | LinkedinTwitter | Facebook | Youtube

Veja também