Acompanhe:

ChatGPT, Bard e Baidu: já escolheu o seu?

Qual o impacto dessas ferramentas para o profissional de marketing?

Modo escuro

Continua após a publicidade
Bard chega para rivalizar com o ChatGPT (Nikolas Kokovlis/NurPhoto/Getty Images)

Bard chega para rivalizar com o ChatGPT (Nikolas Kokovlis/NurPhoto/Getty Images)

C
Carolina Fernandes*

Publicado em 13 de fevereiro de 2023 às, 19h00.

Última atualização em 14 de fevereiro de 2023 às, 06h31.

O tema inteligência artificial saiu dos portais de tecnologia para se tornar um dos assuntos mais discutidos na internet, nas redes sociais e até na mesa de bar. Com o recente lançamento do Bard, o chatbot com inteligência artificial do Google, e o anúncio do buscador chinês Baidu, o tema toma forma e levanta a dúvida: qual o impacto dessas ferramentas no mercado de trabalho?

Antes, entenda o boom dessas ferramentas de IA

Provavelmente, você ouviu falar muito no ChatGPT nesses últimos dias, chatbot com inteligência artificial da OpenAI, empresa que tem a Microsoft como investidora. O lançamento dessa ferramenta deu início a uma corrida entre as bigtechs, a começar pelo anúncio do Bard.

O Bard nada mais é que o rival do ChatGPT desenvolvido pelo Google. Porém, se destaca por usar uma tecnologia chamada de LaMDA, um modelo de linguagem que se diferencia por conseguir extrair informações mais atualizadas da internet.

Segundo o próprio Google, diferente do seu concorrente, o Bard pode ser usado para explicar tópicos complexos, sendo uma “válvula de escape” para a criatividade. A bigtech aposta nessa tecnologia para ser capaz de responder às dúvidas cada vez mais complexas que são feitas no seu buscador.

E, para colocar mais tempero nessa rivalidade, o Baidu, empresa que tem o maior site de buscas chinês, anunciou que também terá o seu próprio serviço de chatbot. E aí, surge a pergunta: por que está acontecendo todo esse movimento?

Que a IA promove e irá promover uma profunda transformação na sociedade, isso já é de conhecimento público. Contudo, o que motiva as bigtechs a participar dessa corrida de chatbots é a percepção de que o comportamento de busca dos usuários está mudando.

Assim, a fim de responder pesquisas cada vez mais complexas, essas companhias encontraram na inteligência artificial um recurso a ser incorporado nos seus buscadores. Como o diretor-executivo da Microsoft, Satya Nadella, afirma “estamos em uma nova era para as buscas na internet.”

Agora que já traçamos um panorama sobre esse universo dos chatbots com inteligência artificial, vamos falar sobre um assunto que, provavelmente, já ocupou seus pensamentos.

Como a inteligência artificial pode impactar o futuro do profissional de marketing?

Escrever poemas, produzir artigos, traduzir textos, definir a ideia criativa na construção de um design para as redes sociais e até elaborar artigos científicos. Essas são algumas tarefas que chatbots como ChatGPT e Bard conseguem executar. Com isso, como não se preocupar com o futuro do profissional de marketing?

Uma pesquisa chamada de “O Impacto da Tecnologia em 2022 e Além: um estudo Global”, realizada pelo Instituto dos Engenheiros Elétricos (IEEE), destaca que 48% dos líderes de tecnologia do Brasil entrevistados acreditam que mais de 50% das funções desempenhadas por humanos serão aprimoradas por robôs.

A verdade é que a IA está presente em todos os setores e na área de comunicação não seria diferente. De fato, trabalhos que envolvem a análise e a interpretação de grandes volumes de dados e informações podem ser rapidamente executados por chatbots.

E sim, ChatGPT e Bard, por exemplo, são capazes de realizar algumas tarefas de redação com mais eficiência que os humanos, inclusive o site de tecnologia CNET utilizou uma dessas ferramentas para escrever dezenas de artigos. Onde está o “mas”?

Você já parou pra pensar que ao invés de ameaça, essas ferramentas podem ser aliadas do seu trabalho? Naqueles dias de bloqueio criativo, por exemplo, podem ser usadas como ponto de partida para o seu processo de criação.

Para os designers, ChatGPT, Bard e outros podem auxiliar na indicação de imagens e elementos para a composição dos seus trabalhos, ou até sugerindo uma imagem em determinado banco de imagens.

Enfim, quer saber minha opinião? Seja ChatGPT, Bard, Baidu ou qualquer outro, são tecnologias que vieram para ajudar, pois nada substitui a criatividade, a capacidade de julgamento e o feeling da mente humana.

*Carolina Fernandes é CEO da Cubo Comunicação, palestrante, especialista em marketing & comunicação

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

ChatGPT ressignifica papel humano no atendimento ao cliente

TRENDS: Chat GPT vai substituir os humanos?

Empresa de IA ganha mercado na América Latina e vem ganhando funcionários

Últimas Notícias

Ver mais
Fotos ganham vida, e realismo, em nova ferramenta da Microsoft que sicroniza áudio e movimentos
Inteligência Artificial

Fotos ganham vida, e realismo, em nova ferramenta da Microsoft que sicroniza áudio e movimentos

Há 5 horas

Os 5 GPTs que mostram o potencial da inteligência artificial
Inteligência Artificial

Os 5 GPTs que mostram o potencial da inteligência artificial

Há 8 horas

Web Summit Rio: previsões mostram como Inteligência Artificial vai redefinir futuro do trabalho 
Um conteúdo Bússola

Web Summit Rio: previsões mostram como Inteligência Artificial vai redefinir futuro do trabalho 

Há 8 horas

Adobe traz IA generativa para o celular com novo app gratuito
Inteligência Artificial

Adobe traz IA generativa para o celular com novo app gratuito

Há 11 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais