Bússola
Um conteúdo Bússola

5 dicas para acelerar as vendas no Dia das Mães

Spoiler: desenvolver estratégia eficiente para redes sociais pode ser decisiva para garantir faturamento extra em uma das datas mais esperadas pelo comércio

Confira o conselho de especialistas no setor para se sair bem nesta temporada (Eva-Katalin/Getty Images)

Confira o conselho de especialistas no setor para se sair bem nesta temporada (Eva-Katalin/Getty Images)

Bússola
Bússola

Plataforma de conteúdo

Publicado em 6 de maio de 2024 às 07h00.

Última atualização em 6 de maio de 2024 às 16h56.

Tudo sobreDia das Mães
Saiba mais

A concorrência das lojas brasileiras com o e-commerce estrangeiro, em especial com os asiáticos Shein e Aliexpress, pode ser fator decisivo nesta temporada de vendas para o Dia das Mães.

72% dos consumidores brasileiros preferem comprar produtos estrangeiros. Um dos principais fatores que justificam essa popularidade é o preço, bem mais baixo por causa dos impostos, dos salários mais baixos pagos aos trabalhadores chineses e da economia permitida pelo online, já que não é necessário investimento na criação e manutenção de lojas físicas.

Diante desse cenário, o comércio brasileiro precisa de uma estratégia bem definida (e agressiva) para garantir as vendas (e o sucesso) diante desse cenário cada vez mais competitivo

Para você se dar bem nessa temporada do Dia das Mães, separamos 5 dicas para garantir bons resultados para o seu negócio na próxima semana.

1. Desenhe bem sua estratégia de descontos

Aproveite todo o período que precede o Dia das Mães para oferecer promoções e preços especiais em produtos e serviços como uma estratégia de marketing.

Para Odair Behnke, gestor de Operações com o Mercado da WK, empresa referência em ERP (planejamento de recursos empresariais), o varejista precisa de assertividade no controle do estoque.

  • É importante girar produtos que estão parados
  • Esta é uma oportunidade para maximizar as vendas dos produtos com grande procura. 

Mas é preciso ficar atento ao cálculo de margem sobre vendas para  não cair no prejuízo. “Muitos ainda usam planilhas para esse cálculo, mas automatizar as informações traz um ganho em eficiência e assertividade na negociação com o cliente e também com fornecedores. Com um software de ERP, por exemplo, é possível fazer simulações em tempo real do custo do produto e o valor da venda, prevendo até os impostos e outras despesas que a transação poderá gerar”, diz.

2. Garanta a experiência de troca 

No entanto, segundo o primeiro Unified Commerce Benchmark para o Varejo Especializado na América Latina, lançado pela Manhattan Associates este ano, 62% dos compradores acreditam que os processos de retorno e reembolso são muito demorados. 

Aí está a oportunidade do varejista se diferenciar, oferecendo boa experiência de troca.

  • 85% dos consumidores comprariam novamente de uma marca que oferece uma experiência de devolução tranquila
  • 64% deles preferem enviar mensagens a uma marca em vez de ligar para obter suporte 

"A transparência nos pedidos e devoluções reduz a perda de clientes e ajuda a melhorar a fidelidade à marca. Por isso, varejistas devem oferecer uma ampla variedade de opções de serviço – desde assistência em lojas físicas até centrais de atendimento, suporte em mídias sociais até agentes ao vivo em seus sites e aplicativos móveis", afirma Stefan Furtado, gerente regional da Manhattan Associates

3. Turbine as vendas com a ajuda das redes sociais

De acordo com uma pesquisa realizada pela multinacional italiana de softwares de gestão Zucchetti, em parceria com a Fecomércio Santa Catarina, 57% dos varejistas usam as redes sociais para efetivar vendas

Segundo o gerente comercial da Zucchetti, Tarciano Antonio Duranti, para ter uma presença digital de destaque e que ajude a turbinar as vendas, é preciso: 

  • A criação de conteúdos relevantes 
  • A facilitação do processo de compra nas redes sociais 
  • O monitoramento dos resultados. 

Fotos e vídeos atrativos são indispensáveis. Essas publicações também precisam ser informativas, já que os seguidores precisam saber detalhes sobre o produto, especificidades de compra e pagamento. Para facilitar o processo de compra, links diretos e botões de ‘comprar agora’ são aliados. Por último, é preciso monitorar todas essas ações para saber se elas estão de fato dando os resultados esperados.”, complementa.

4. Fidelização dos clientes pós-ações promocionais

As ações de pós-vendas devem ser o foco de atenção das empresas para manter o faturamento em alta após o Dia das Mães. É o que indica Daniel Moreira, CEO da Hub4pay, fintech de pagamentos digitais e ações promocionais. 

Para seguir gerando vendas após as campanhas de Dia das Mães uma das estratégias mais eficazes é o uso de ofertas de follow-up. É possível incluir descontos especiais para uma próxima compra ou a oferta de produtos exclusivos como recompensa pela participação na campanha anterior”, sugere Moreira.

O executivo explica que o caminho para a fidelização passa por uma boa experiência do cliente, com comunicação e canais de atendimento bem executados. 

Outra estratégia de pós-venda é a elaboração de um programa de fidelização, pois ele estimula o vínculo com a marca. É possível investir em vantagens, descontos, experiências gastronômicas, shows, uma infinidade de benefícios que vão manter esse cliente consumindo após o Dia das Mães”, comenta. 

5. Colete dados para futuras ações

A coleta e análise de dados a partir dos resultados conquistados no período do Dia das Mães pode fornecer insights valiosos para o ano seguinte, ou mesmo para campanhas associadas a outras datas comemorativas.

"Para testar hipóteses e tomar decisões estratégicas, baseadas em dados, é essencial monitorar indicadores através da sua equipe de campo, como produtividade, índices de ruptura, aderência ao mix, share, preços e presença de pontos extras, além de ações da concorrência. Essas informações serão essenciais no incremento do sellout desta e outras ações", conclui Rafael Pires da Involves, empresa de tecnologia especializada em gestão de trade marketing. 

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Acompanhe tudo sobre:Dia das Mães

Mais de Bússola

Por que o Brasil celebra o Dia dos Namorados em uma data diferente do resto do mundo?

Ivson Coêlho: por que mudança na MP 1227 pode trazer incerteza para o ambiente de negócios?

Diretora no Nubank e outras executivas de renome se reúnem em TEDx

Wagner Farid Gattaz: cuidar da Saúde Mental dos funcionários é um bom negócio para a empresa

Mais na Exame