Acompanhe:

Zambelli é alvo de ação popular na Justiça do DF por vaquinha criada para pagar condenações

Deputada federal arrecadou R$ 168 mil após pedir contribuição financeira de apoiadores; advogados trabalhistas alegam que a iniciativa fere o princípio da moralidade pública e pede a devolução integral

Modo escuro

Continua após a publicidade
Há duas semanas, Carla Zambelli divulgou a vaquinha nas redes sociais para pagar as suas condenações judiciais (Michel Jesus/Agência Câmara)

Há duas semanas, Carla Zambelli divulgou a vaquinha nas redes sociais para pagar as suas condenações judiciais (Michel Jesus/Agência Câmara)

Após arrecadar R$ 168 mil em uma vaquinha para pagar suas condenações em processos, a deputada federal Carla Zambelli se tornou alvo de uma ação popular na Justiça do Distrito Federal. Em ação que tramita na 14ª Vara Federal, os advogados Amaury Soares Marques Junior e José Antonio Rolo Fachada pedem a devolução de todo o dinheiro recebido pela parlamentar sob o argumento de que a iniciativa fere o princípio da moralidade pública.

"Ainda que não se vislumbre crime ou ação típica , no ato aqui contestado, em que uma parlamentar, utilizando-se desta condição , socorre-se a uma rede denominada 'vakinha' com intuito de arrecadar dinheiro do contribuinte para saldar seus compromissos pessoais , inegável sua imoralidade , razão suficiente para que seja coibido", diz trecho da petição.

Ao GLOBO, Amaury Soares Marques Junior afirmou que Zambelli se valeu de seu cargo para pedir dinheiro, o que seria eticamente contestável:

— Em primeiro lugar, me incomodou muito que um deputado federal usasse da sua posição para pedir dinheiro. A partir daí passei a avaliar se um representante público poderia valer de um cargo para pedir dinheiro. Não estou dizendo que ela cometeu um crime, não falo de legalidade, mas servidores públicos em tese não podem pedir algo de entes privados. Entendo que a moral pública foi ferida de alguma forma.

Qual a denúncia contra Carla Zambelli?

Há duas semanas, Carla Zambelli divulgou a vaquinha nas redes sociais para pagar as suas condenações judiciais. Na época da divulgação, a parlamentar afirmou que suas indenizações apenas do mês de abril somavam R$ 54 mil.

— Além disso, tenho um processo do TSE de R$ 30 mil e outros 20 processos de R$ 25 a R$ 30 mil e que provavelmente eu vou perder vários deles porque são processos em que eu ataquei o Lula, em verdades. Eu fiz essa vaquinha e quero pedir sua ajuda, se você puder ajudar vai ser muito bem-vindo, porque eu não tenho condições de pagar com o meu salário esses valores — disse a deputada.

Em postagem no Twitter na noite desta terça-feira, Zambelli afirmou que irá doar o dinheiro que sobrar para "alguma instituição" ou guardar para as ações que ainda não foram julgadas pela Justiça.

A assessoria da deputada foi procurada e a reportagem será atualizada em caso de manifestação

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Projeto de lei quer transformar o 'domínio de cidades' em crime hediondo; entenda
Brasil

Projeto de lei quer transformar o 'domínio de cidades' em crime hediondo; entenda

Há 6 horas

EUA impõe sanções ao presidente do Zimbábue por abusos de direitos humanos
Mundo

EUA impõe sanções ao presidente do Zimbábue por abusos de direitos humanos

Há 19 horas

TSE encontra candidaturas laranjas e fraude em cotas para mulheres em 14 cidades
Brasil

TSE encontra candidaturas laranjas e fraude em cotas para mulheres em 14 cidades

Há 21 horas

TJ derruba lei que dava prioridade na fila da balsa a carros de Ilhabela e São Sebastião
Brasil

TJ derruba lei que dava prioridade na fila da balsa a carros de Ilhabela e São Sebastião

Há 6 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais