Brasil

Temperaturas podem cair até 5°C no Sul, Rio e SP nesta quinta-feira; veja previsão

Inmet alerta ainda para chuvas intensas no Norte e Nordeste do país, com destaque para Salvador, na Bahia

Frente fria chega a São Paulo após meses de calor (Cris Faga/NurPhoto/Getty Images)

Frente fria chega a São Paulo após meses de calor (Cris Faga/NurPhoto/Getty Images)

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 18 de abril de 2024 às 06h44.

A previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) para esta quinta-feira indica que as temperaturas devem despencar entre 3°C e 5°C nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro. O avanço de uma frente fria também provoca tempo instável na região Sudeste. Há ainda alertas para o Nordeste e Norte do país.

Veja abaixo o mapa do Inmet que com os alertas desta quinta-feira. As manchas amarelas sinalizam “Perigo Potencial” para chuvas intensas. No Sul, há avisos para o declínio nas temperaturas, que representam "leve risco". Já os alertas laranjas indicam “Perigo” para chuvas intensas.

Um alerta amarelo na região Sul indica “Perigo Potencial” para declínio de temperatura. Assim, os termômetros podem cair até 5ºC no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. Quedas como essa podem representar leve risco à saúde, segundo o Inmet. Porto Alegre deverá registrar a mínima nacional, com termômetros apontando 12ºC e a máxima da região será em Curitiba, com 24ºC.

A queda na temperatura também deve ocorrer em São Paulo e Rio de Janeiro, segundo os alertas do órgão. Nas capitais, as temperaturas também apresentarão queda. A mínima prevista para o Rio é de 19°C, com a máxima podendo atingir 28°C. Já em São Paulo, os termômetros devem ficar entre 16°C e 22°C. Nos dois estados, os dias podem ser com pancadas de chuvas.

Minas e o Espírito Santo ainda não são afetados pelo deslocamento da frente fria e seguem com temperaturas amenas e céu com muitas nuvens.

O Inmet lançou dois alertas laranjas. Um está na área que abrange a cidade de Salvador e seus arredores. Enquanto o outro, segue do Mato Grosso até o estado de Roraima, no Norte do país. Assim, Bahia, Mato Grosso, Rondônia, Amazonas e Roraima podem ter chuvas de até 100 mm/dia, com ventos intensos de 60 até 100 km/h e riscos de queda de energia elétrica, alagamentos e deslizamentos.

As temperaturas também apresentarão queda em Salvador (BA), mas não como na região Sul. Na capital da Bahia continua o alerta laranja, que indica “Perigo” para chuvas intensas. A quinta-feira na cidade será de muitas nuvens, chuvas fortes e temperaturas variando entre 25ºC e 31ºC.

Outros pontos do Nordeste também terão chuvas intensas. Isto ocorre, porque uma Zona de Convergência Intertropical segue atuando sobre o litoral norte da região. Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí e Maranhão terão um dia variando entre muitas nuvens e pancadas de chuva com trovoadas.

A ITCZ também atua em parte da região Norte. Logo, chuvas fortes também podem atingir do Pará até o Acre. mas de acordo com a meteorologista Andrea Ramos, há uma atenção especial para Roraima.

— Chama atenção o que pode acontecer em Roraima, principalmente no norte do estado. Acontece que, após uma sequência de dias de seca com temperaturas altas de até 39ºC, chuvas fortes podem chegar com volumes significativos —, explica a meteorologista.

Acompanhe tudo sobre:MeteorologiaFrioCalorClima

Mais de Brasil

Relator vota pela cassação do governador Cláudio Castro e do vice

Chuvas no RS: governo vai propor flexibilizações na Lei de Licitações para situação de calamidade

Celular Seguro vai enviar alerta a quem comprar aparelho furtado ou roubado

Rumo a um Novo Ensino Médio: os desafios e perspectivas da reforma da reforma

Mais na Exame