Brasil

Tema da redação da Fuvest é Educação básica e formação profissional: entre a multitarefa e reflexão

Mais de 30.000 candidatos foram convocados para realizar as provas do vestibular mais concorrido do Brasil em 22 cidades do estado de São Paulo

André Martins
André Martins

Repórter de Brasil e Economia

Publicado em 17 de dezembro de 2023 às 16h25.

O tema da redação da Fuvest 2024 é 'Educação básica e formação profissional: entre a multitarefa e a reflexão'. Mais de 30.000 candidatos foram convocados para realizar as provas em 22 cidades do estado de São Paulo. Essa é a primeira vez que a fase acontece em dezembro — nos anos anteriores era realizada no mês de janeiro.

Segundo a organizadora do vestibular, os estudantes tiveram diversos textos de apoio, incluindo imagens que reproduziam obras de arte e postagem de redes sociais. Também houve citação do filósofo Byung-Chul Han, autor de 'Sociedade do cansaço' e do sociólogo Domenico de Masi, autor de 'O ócio criativo'.

Hoje, além da redação, os estudantes respondem perguntas de língua portuguesa. Na segunda-feira, 18, os candidatos vão responder perguntas de duas a quatro disciplinas, dependendo do curso escolhido pelo candidato. 

O vestibular da Fuvest 2024 oferece 8.147 vagas para cerca de 180 cursos de graduação em campus da Universidade de São Paulo em oito cidades do estado de São Paulo.

Quando vai ser a segunda fase da Fuvest 2024?

Primeiro dia (17 de dezembro)

  • 10 questões dissertativas de Português;
  • Redação dissertativo-argumentativa.

Segundo dia (18 de dezembro)

  • 12 questões dissertativas, de duas a quatro disciplinas, de acordo com a carreira escolhida pelo candidato.

O que cai na segunda fase da Fuvest?

Na segunda fase, o estudante terá 10 perguntas de português, uma redação e perguntas específica sobre o curso escolhido. O vestibular da Fuvest tem um perfil mais conteudista, associando temas tradicionais e clássicos das disciplinas com questões da atualidade. “O exame exige que os candidatos apresentem conhecimento sólido e aprofundado da teoria e que também sejam capazes de responder questões interdisciplinares”, comenta João Pitoscio Filho, coordenador pedagógico do Curso Etapa.

A prova cobra uma leitura atenta dos enunciados e uma boa análise de gráficos, tabelas, mapas e imagens de apoio. Além disso, a Fuvest também traz nas provas da segunda fase conteúdo das obras literárias obrigatórias. A lista de obras exigidas nesta edição do vestibular é a seguinte:

  • Marília de Dirceu - Tomás Antônio Gonzaga
  • Quincas Borba – Machado de Assis
  • Angústia – Graciliano Ramos
  • Alguma Poesia – Carlos Drummond de Andrade
  • Mensagem – Fernando Pessoa
  • Romanceiro da Inconfidência – Cecília Meireles
  • Nós matamos o cão tinhoso! – Luís Bernardo Honwana
  • Campo Geral – Guimarães Rosa
  • Dois irmãos – Milton Hatoum

Qual o horário da segunda fase da Fuvest?

Os portões dos locais de prova serão abertos às 12h (horário de Brasília) e fecham às 13h (horário de Brasília). A duração da aplicação das provas é de quatro horas em cada dia. Os estudantes deverão realizar as questões dissertativas e a prova de redação, distribuídas pelos dois dias.

O que pode levar para a segunda fase da Fuvest?

O estudante pode levar o documento original com foto, caneta esferográfica de tinta azul ou preta. É permitido o uso de lápis para rascunho, borracha, apontador e régua transparente. 

Como funciona o cálculo da nota da Fuvest?

A resposta de cada questão receberá pontuação que pode ir de zero a cinco. O total dos pontos obtidos pelo candidato em cada prova será multiplicado por um fator numérico apropriado, de modo que cada uma das duas provas valha 100 pontos. No primeiro dia de prova, a divisão de pontos é de 50 pontos entre as 10 questões dissertativas mais 50 pontos da redação. No segundo dia, os 100 pontos são divididos entre as 12 questões.

A nota final do candidato, utilizada para classificação nas carreiras, é dada pela média ponderada das notas da 1ª e 2ª fase, normalizadas em base 100.

Acompanhe tudo sobre:FuvestUSPFaculdades e universidades

Mais de Brasil

MEC suspende criação de cursos a distância até 2025 e fixa prazo para criar novas regras

Deputada Luiza Erundina tem alta de hospital em Brasília após três dias internada

Lula, Haddad, Mercadante e mais: veja repercussão da morte de Maria da Conceição Tavares

Mais na Exame