Acompanhe:

STF rejeita denúncia contra Lira e outros integrantes do PP no âmbito da Lava Jato

A acusação criminal, apresentada em 2017 no âmbito das investigações da Operação Lava Jato, teve uma reviravolta ao longo de sua tramitação

Modo escuro

Continua após a publicidade
Arthur Lira (PP-AL). (Michel Jesus/Agência Câmara)

Arthur Lira (PP-AL). (Michel Jesus/Agência Câmara)

R
Reuters

Publicado em 2 de março de 2021 às, 19h19.

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou nesta terça-feira, 2, denúncia contra o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-PI), e outros integrantes do PP que haviam sido acusados pela Procuradoria-Geral da República de terem montado uma organização criminosa com o objetivo de desviar recursos da Petrobras.

A acusação criminal, apresentada em 2017 no âmbito das investigações da Operação Lava Jato, teve uma reviravolta ao longo de sua tramitação no STF.

Em junho de 2019, a Segunda Turma chegou a tornar réus Lira e outros três integrantes do PP por três votos a favor, o relator da Lava Jato, Edson Fachin, Cármen Lúcia e o então decano, Celso de Mello, a dois, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski.

Contudo, a defesa de Lira entrou com recurso para contestar a denúncia e alegou que, com base no chamado pacote anticrime, mudança legislativa na área penal aprovada pelo Congresso e sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro, uma denúncia não poderia ser embasada exclusivamente na opinião de delator.

Ao julgar o recurso, a Segunda Turma acatou nesta terça os argumentos da defesa de Lira. Votaram nesse sentido os ministros Kássio Nunes, indicado por Bolsonaro para o lugar de Celso de Mello, e Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes. Foram vencidos Edson Fachin e Cármen Lúcia.

Essa foi uma vitória para o presidente da Câmara no dia que Fachin, mais cedo, determinou o envio de outro caso criminal que o envolve para julgamento pelo plenário do Supremo.

Últimas Notícias

Ver mais
PL da reoneração da folha enviado pelo governo entra no sistema da Câmara
Brasil

PL da reoneração da folha enviado pelo governo entra no sistema da Câmara

Há 18 horas

Câmara aprova tarifa social com novos descontos em água e esgoto para baixa renda
Brasil

Câmara aprova tarifa social com novos descontos em água e esgoto para baixa renda

Há 18 horas

STF considera mudança nas 'sobras eleitorais' inconstitucional, mas mantém deputados eleitos em 2022
Brasil

STF considera mudança nas 'sobras eleitorais' inconstitucional, mas mantém deputados eleitos em 2022

Há 20 horas

Bancar privilégio a filhos de diplomatas no exterior inverte objetivos da República, diz Cármen
Brasil

Bancar privilégio a filhos de diplomatas no exterior inverte objetivos da República, diz Cármen

Há 21 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais