Acompanhe:

Sabesp: Vamos finalizar negociação com municípios até janeiro de 2024, afirma secretária

Para dar andamento ao processo de desestatização, Natália Resende explicou que é necessário que a negociação com os 375 municípios atendidos pela Sabesp seja finalizada

Modo escuro

Continua após a publicidade
Sabesp: secretária detalhou os próximos passos para a desestatização sair do papel (Eduardo Frazão/Exame)

Sabesp: secretária detalhou os próximos passos para a desestatização sair do papel (Eduardo Frazão/Exame)

Um dia após a aprovação do projeto de lei que autorizou o governo de São Paulo a privatizar a Sabesp, a secretária estadual do Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística, Natália Resende, afirmou que a expectativa da gestão é finalizar a negociação com os municípios para dar andamento ao processo de desestatização até janeiro do ano que vem. 

"Vamos finalizar a negociação com os municípios até o final de janeiro de 2024. A primeira rodada de conversas entre o governador e os 375 municípios aconteceu em agosto. Agora, estamos em uma nova rodada para reafirmar tudo que já foi falado", disse no painel Saneamento e Infraestrutura Social do Fórum de Infraestrutura, Cidades e Investimentos, realizado pela EXAME em São Paulo nesta quinta-feira, 7.

Para dar andamento ao processo de venda da companhia, Resende explicou que é necessário que a negociação com os 375 municípios atendidos pela Sabesp seja finalizada.

Hoje, em caso de privatização, os contratos entre as cidades e a empresa são suspensos, mas existe um acordo para que as Unidades Regionais de Água e Esgoto (URAEs) costurem entendimentos para renovação de contrato em bloco -- com isso, não será necessário negociação individual com cada cidade.

Após esse acordo, todos os contratos terão o mesmo prazo de vigência, até 2060. Atualmente, os acordos têm durações variadas, e um dos mais próximos a vencer é o de Osasco, que vai até 2029.

Contratos vão respeitar as particularidades das cidades

Resende afirmou que o novo contrato da Sabesp com os municípios vai respeitar as particularidades das regiões, com o detalhamento de obras necessárias em cada local, dando maior previsibilidade. "O contrato terá 375 anexos porque cada um vai saber o que vai ser feito em seus municípios", explicou a secretária.

Sobre os prazos de finalização de todo o processo, a chefe da pasta do meio ambiente reafirmou que a expectativa é que a oferta de ações da empresa ocorra até julho de 2024. "Teremos o conselho da URAEs, que vai de fato regionalizar o grupo. E logo após isso devemos fazer a operação", disse.

Em material preliminar divulgado sobre a desestatização, a gestão Tarcísio adiantou que o modelo escolhido será o follow on, ou seja, uma oferta pública de ações por uma empresa que já possui capital aberto. Na proposta aprovada, a participação do estado será entre 15% e 30%, com poder de veto, que vai permitir que a administração pública mantenha certo controle sobre as decisões da empresa.

Entre os últimos passos estão a aprovação das condições da privatização em assembleia de acionistas da empresa e a realização da oferta de ações.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
PF prende dono de sítio suspeito de ajudar fugitivos de presídio de Mossoró
Brasil

PF prende dono de sítio suspeito de ajudar fugitivos de presídio de Mossoró

Há 4 horas

Em primeiro voto no STF, Dino é a favor de vínculo empregatício entre Uber e motoristas
Brasil

Em primeiro voto no STF, Dino é a favor de vínculo empregatício entre Uber e motoristas

Há 4 horas

Mendonça autoriza empresas a renegociarem acordos de leniência fechados na Lava-Jato
Brasil

Mendonça autoriza empresas a renegociarem acordos de leniência fechados na Lava-Jato

Há 6 horas

Projeto de lei quer proibir que motorista de aplicativo cobre passageiro pelo uso do ar-condicionado
Brasil

Projeto de lei quer proibir que motorista de aplicativo cobre passageiro pelo uso do ar-condicionado

Há 7 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais