Brasil

Previsão do tempo: RS volta a enfrentar chuvas e geadas; temperaturas no Sudeste serão mais amenas

Inmet também emitiu alerta de 'Perigo Potencial' para acumulado de chuvas no Nordeste

RS: estado pode enfrentar geadas e chuvas

RS: estado pode enfrentar geadas e chuvas

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 16 de maio de 2024 às 12h10.

Tudo sobreEnchentes no RS
Saiba mais
O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um novo alerta de "Perigo" para geadas no Rio Grande do Sul, com temperatura mínima entre 3°C e 0°C. A queda brusca nas temperaturas ocorre por conta da massa de ar polar que se aproximou do estado gaúcho.

Ainda há previsão de chuva isolada em algumas localidades do estado gaúcho. O instituto também emitiu alerta de "Perigo Potencial" para acumulado de chuvas em regiões do Nordeste. Já na região Sudeste, há previsão de chuva fraca para o Rio e de sol com máxima de 29°C em São Paulo.

Segundo o instituto, as geadas podem ocorrer no sudoeste, sudeste, centro ocidental e oriental do estado gaúcho e na região metropolitana de Porto Alegre, capital do estado.

Na quarta-feira, o município de Quaraí, na região da campanha gaúcha, registrou apenas 0,2°C. Em São José dos Ausentes, na região da serra, fez 0,8°C. Essas foram as duas menores temperaturas registradas no Brasil pelas estações meteorológicas. Já no município de Bom Jesus houve a formação de geada forte e em Bagé, a geada foi moderada.

Alertas emitidos pelo Inmet para esta quinta-feira — Foto: Reprodução/Inmet

Alertas emitidos pelo Inmet para esta quinta-feira — Foto: Reprodução/Inmet (Inmet/Reprodução)

A previsão é que as chuvas voltem a atingir o estado gaúcho, do centro ao norte, nesta quinta-feira, com volumes não muito significativos. A parte leste de Santa Catarina também deve ser atingida. Na sexta-feira, a passagem de um novo sistema frontal pode provocar chuvas fortes, que podem vir acompanhadas de trovoadas e rajadas de vento na região, principalmente em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul.

Região Sudeste

A região Sudeste não está mais sob a influência da onda de calor, mas as temperaturas devem continuar altas em algumas localidades. A onda de calor (a quarta do ano) afetava as regiões desde o final de abril.

Segundo o Climatempo, a passagem de uma frente fria provocou chuva e trouxe temperaturas mais amenas nas cidades do Rio e São Paulo, mas a previsão é que o calor volte. Nesta quinta, a previsão para a capital paulista é de sol, com nebulosidade pela manhã. Não há previsão de chuva e a máxima é de 29°C.

Segundo o Alerta Rio, o tempo na cidade do Rio terá nebulosidade variada, com previsão de chuva fraca isolada nos períodos da madrugada e da manhã. Os ventos estarão fracos a moderados, sendo mais intensos no período da tarde, e as temperaturas também devem cair. A temperatura máxima é de 32°C na capital fluminense.

Região Centro-Oeste

O começo da semana foi marcado por uma virada no tempo no estado de Mato Grosso do Sul. Na quarta-feira, o instituto emitiu um alerta de "Perigo" para declínio de temperaturas, em decorrência do deslocamento de uma frente fria próximo ao continente.

Os estados do Mato Grosso e do Mato Grosso do Sul foram atingidos por uma onda de calor desde o final do mês. Na quarta-feira, o instituto também emitiu um balanço do mês de abril de Cuiabá, capital matogrossense, onde foram registrados apenas 9 dias de chuva igual ou acima a 1 mm. Além disso, a média máxima do mês foi de 29,1°C, com isso, ficou 2,3°C acima da Normal Climatológica. A maior temperatura máxima foi de 37,6°C no dia 28.

Região Nordeste

O instituto emitiu um alerta de "Perigo Potencial" para acumulado de chuvas na região metropolitana de Recife, na mata pernambucana, na mata paraibana, leste Sergipano, leste potiguar e no leste de Alagoas. A previsão é que tenha chuvas de até 50 mm/dia, com baixo risco de alagamentos e pequenos deslizamentos, em cidades com tais áreas de risco.

Na costa leste, as instabilidades na região devido ao transporte de umidade do oceano para o continente favorecem a ocorrência de chuvas, que podem superar 40 mm. Já no interior da região, a previsão é de tempo quente e sem chuva.

Região Norte

O calor e a alta umidade devem provocar pancadas de chuvas no decorrer da semana, com valores maiores que 60 mm em áreas do centro-norte do Amazonas e do Pará, bem como nos estados de Roraima e Amapá. Os maiores acumulados de chuva devem ocorrer no centro norte do Amazonas, oeste do Acre, Roraima, norte do Pará e do Amapá, com acumulados que podem superar 70 mm. Nas demais áreas, os volumes devem ser inferiores a 40 mm e em algumas localidades do Tocantins e sul do Pará, não há previsão de chuva.

Todo o norte da região tem alerta para tempestades nos próximos dias. Com isso, o Inmet emitiu um alerta de "Perigo Potencial" para chuvas intensas nas localidades. O alerta vai até às 10h desta quinta-feira. Segundo o instituto, pode chover até 50mm/dia, com ventos intensos (40-60km/h). Além disso, há baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas.

Acompanhe tudo sobre:Rio Grande do SulClimaEnchentes no RSChuvas

Mais de Brasil

Base de Canoas passará a ter dez voos por dia, anuncia governo

Paraná Pesquisas: em SP, Nunes tem 28,1%; Boulos, 24,2%; Datena, 12,1%; e Tabata, 9,1%

O que abre e o que fecha em SP no feriado de Corpus Christi

Mais na Exame