Brasil

Desabamento no Recife: queda de prédio deixa um morte e 16 soterrados

Até o momento, foram identificadas 19 vítimas, uma pessoa morreu e duas foram resgatadas com vida. Outras 16 seguem soterradas, incluindo crianças, segundo o Corpo de Bombeiros

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 7 de julho de 2023 às 08h07.

Última atualização em 7 de julho de 2023 às 13h43.

Um prédio no Complexo Habitacional Beira-Mar desabou no bairro de Janga, em Paulista, no Grande Recife, na manhã desta sexta-feira, 7. Até o momento, foram identificadas 19 vítimas, uma pessoa morreu e duas foram resgatadas com vida. Outras 16 seguem soterradas, incluindo crianças, segundo o Corpo de Bombeiros.

O prédio estava ocupado mesmo depois de ter sido interditado. Oito viaturas foram enviadas ao local por volta das 6h35. O prédio que desabou é o bloco D7 do Conjunto Beira-Mar, e fica na Rua Dr. Luiz Inácio de Andrade Lima.

A Secretaria de Defesa Social do estado de Pernambuco confirmou a morte de um homem de 45 anos. No início dos trabalhos de resgate, o coronel do Corpo de Bombeiros Robson Roberto já havia confirmado o resgate de outras duas vítimas, com vida. Uma mulher, de 65 anos, foi encaminhada para o Hospital Miguel Arraes, em Paulista. A segunda vítima, com 15 anos, do sexo feminino, foi encaminhada, com fraturas múltiplas, pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital da Restauração.

No comunicado oficial da secretaria, foi informado que houve o desabamento de um prédio integralmente e outro teve parte da estrutura destruída.

A Polícia Militar faz o isolamento da área e a Polícia Civil de Pernambuco também enviou uma equipe da Delegacia do Janga, para os atendimentos iniciais, em apoio às outras forças de salvamento.

As unidades que desabaram fazem parte do bloco D do complexo, que havia sido condenado pela Defesa Civil. A construção tem 38 anos e faz parte de um programa de moradias populares com 1.711 unidades, distribuídas em 29 blocos, sendo 20 do tipo caixão e nove com estrutura de pilotis.

Segundo prédio que desaba este ano

Em abril, um prédio de três andares desabou em Olinda, na Grande Recife. Três pessoas morreram, um homem adulto, um adolescente de 13 anos e uma mulher. Outras cinco ficaram feridas, segundo informações oficiais. Na hora do desabamento, 16 pessoas estavam no edifício.

A Defesa Civil de Olinda informou que já havia desocupado o imóvel, localizado no bairro Jardim Atlântico, há mais de 20 anos. Segundo moradores, um grande estrondo foi ouvido pouco antes da tragédia, seguido de um incêndio.

Chuva forte em Recife

O Recife e a Região Metropolitana enfrenta muita chuva e pontos de alagamentos. A prefeitura decretou que a cidade entrou em estado de alerta. "A rotina da cidade foi impactada por causa das fortes chuvas. Para evitar novas ocorrências, evite deslocamentos e siga as orientações das nossas equipes".

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alertas para a possibilidade de chuvas entre 50 e 100 milímetros em 24 horas — o aviso do Inmet é válido até o domingo, 9. A maré atingirá seu pico às 6h54, com 2,4 metros.

Mais informações em instantes. 

Acompanhe tudo sobre:RecifePrédios residenciais

Mais de Brasil

Lira anuncia acordo com planos de saúde para suspender cancelamentos recentes de contratos

Lewandowski anuncia diretrizes para o uso de câmeras corporais por agentes de segurança pública

Enem 2024: como consultar o resultado da isenção?

PT articula com Lira para votação do Mover sem taxação das compras internacionais de até US$ 50

Mais na Exame