Acompanhe:

Partidos de Lula e Bolsonaro, PT e PL têm aumento de filiados após eleição de 2022

MDB é o partido com mais filiações no país, segundo dados do TSE, mas experimentou redução neste ano; somente oito legendas informaram ter mais filiados

Modo escuro

Continua após a publicidade
Lula e Bolsonaro: De acordo com o TSE, havia 15,7 milhões de pessoas no Brasil filiadas a partidos políticos em junho deste ano (Lula: Ricardo Stuckert - Bolsonaro: Alan Santos/PR/Divulgação)

Lula e Bolsonaro: De acordo com o TSE, havia 15,7 milhões de pessoas no Brasil filiadas a partidos políticos em junho deste ano (Lula: Ricardo Stuckert - Bolsonaro: Alan Santos/PR/Divulgação)

O PT, partido do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e o PL, sigla do ex-presidente Jair Bolsonaro, registraram aumento de filiados desde a última eleição presidencial, segundo dados divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta quinta-feira.

A sigla de Lula aparece hoje com 1,6 milhão de filiações, o equivalente a cerca de 10,2% do número total de filiados a partidos políticos no Brasil. Já o partido de Bolsonaro tem aproximadamente 4,9%, de acordo com as estatísticas do TSE referentes a junho deste ano.

Receba as notícias mais relevantes do Brasil e do mundo em primeira mão. Inscreva-se no Telegram da Exame

Segundo os dados, informados ao TSE pelos próprios partidos, o PT tem cerca de 4,2 mil filiados a mais do que registrava na eleição de 2022. No caso do PL, o aumento foi de 6,9 mil filiados no mesmo período. Além de PT e PL, apenas outros seis partidos -- Republicanos, Solidariedade, PSOL, Agir, Rede e Unidade Popular (UP) -- avançaram no número de filiações comparado à última eleição.

O MDB permanece o partido com mais filiados no país, de acordo com o TSE: cerca de 2,04 milhões, uma ligeira queda em relação ao ano passado. O PT aparece na segunda colocação, seguido por PSDB, PP, PDT, União Brasil e PTB. Apesar do aumento neste ano, o PL ainda aparece na oitava colocação no ranking de filiados no Brasil, mesma posição que ocupava em 2022.

De acordo com o TSE, havia 15,7 milhões de pessoas no Brasil filiadas a partidos políticos em junho deste ano. O número é semelhante ao consolidado pelo TSE à época da última eleição. Já em junho de 2022, quatro meses antes da eleição, o total de filiados residentes no país era de 16 milhões.

PL usa Bolsonaro e Michelle para crescer

Apesar da derrota de Bolsonaro na última eleição presidencial, o PL tem usado o ex-presidente e sua mulher, a ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro, como cabos eleitorais em campanhas de filiação pelo país. O objetivo do partido é explorar o capital político de Bolsonaro, hoje inelegível após ser condenado pelo TSE em junho, para ganhar capilaridade pelo país.

O PT também planeja usar a imagem de Lula para dar um salto nas eleições municipais de 2024, após ter observado seu número de prefeituras encolher desde o avanço da Lava-Jato e o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff na última década.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Lula encontra presidente da Guiana e embarca para São Vicente e Granadinas
Brasil

Lula encontra presidente da Guiana e embarca para São Vicente e Granadinas

Há 6 horas

Governo intensifica diálogo sobre rotas de integração sul-americanas na Caricom
Brasil

Governo intensifica diálogo sobre rotas de integração sul-americanas na Caricom

Há 22 horas

FecomercioSP avalia que revogação do Perse afetará receitas do setor de eventos já neste ano
Brasil

FecomercioSP avalia que revogação do Perse afetará receitas do setor de eventos já neste ano

Há um dia

Bolsonaro é internado em São Paulo e passa por bateria de exames
Brasil

Bolsonaro é internado em São Paulo e passa por bateria de exames

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais