Olavo de Carvalho publica vídeo ameaçando “derrubar” governo de Bolsonaro

"Se as pessoas não conseguem derrubar o se governo, eu derrubo", disse Olavo de Carvalho em vídeo publicado em seu canal no YouTube

O astrólogo Olavo de Carvalho, até então guru do presidente Jair Bolsonaro em sua campanha à presidência, fez uma ameaça ao presidente brasileiro em vídeo publicado na internet. “Se as pessoas não conseguem derrubar o se governo, eu derrubo. Continue inativo, continue covarde, eu derrubo essa merda desse seu governo”, disse.

Olavo de Carvalho fez o desabafo em um vídeo gravado na sábado, 6, intitulado “adendo à aula 521”, reclamando que não tem apoio do presidente contra os processos judiciais contra sua pessoa e que o “gabinete do ódio” existe.

“O gabinete do ódio foi inventado contra mim, não contra o Bolsonaro. Se você não é capaz de me defender dessa gente toda, você não foi meu amigo. Só tira proveito.”

Com uma série de xingamentos, o ex-guru de Bolsonaro diz que dele não aceitaria condecoração e que o presidente está sendo aconselhado por generais covardes ou vendidos — “se eles são covardes ou vendidos, eu não sei o que é pior.”

O vídeo foi publicado no canal de Olavo de Carvalho no YouTube e, até às 12h19 deste domingo, 7, estava no ar, disponível neste link.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.