Acompanhe:

O Brasil registrou um aumento de 26% no número de armas de fogo nas mãos de civis em 2022, segundo dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública divulgadas nesta quinta-feira, 20, pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

O registro de armas de fogo ativos no SINARM/Polícia Federal passou de 1.994.891 em 2021 para 2.300.178 em 2022. Em 2017, o número era de 637.972, o que representa um aumento de mais de 350% nos últimos cinco anos.

O certificado de registro ativos para as atividades de caçador, atirador esportivo e colecionador (CAC) subiu para 783.385. Entre 2018 e 2022, foi observado um crescimento de 665.918 certificados, visto que em 2018, o Brasil tinha 117.467 CACs ativos.

As armas de fogo seguem como o principal instrumento utilizado para matar no Brasil.Segundo o documento, 76,5% dos homicídios foram praticados com uso de revólver.

Os dados se baseiam em informações fornecidas pelas secretarias de segurança pública estaduais, pelas polícias civis, militares e federal, entre outras fontes oficiais da área da segurança pública. A publicação é considerada uma importante ferramenta para a transparência e a prestação de contas na área.

Qual o número de armas no Brasil?

Política de controle de armas

Segundo os pesquisadores do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, David Marques e Roberto Uchôa, a tendência de aumento de armas de fogos nas mãos de civis teve início no governo Temer, com a liberação do porte de trânsito, e intensificado na gestão Jair Bolsonaro.

Em decretos editados ainda no primeiro semestre, em 2019, o governo modificou a classificação de calibres para permitir que a população adquirisse armas que eram de uso restrito a forças de segurança e militares, pistolas calibre 9mm e revólveres calibre 357 passaram a ser de fácil acesso, incluindo alguns modelos de fuzis.

Além disso, o limite de armas e munições que poderiam ser adquiridas foi aumentado de forma exponencial. Um atirador desportivo sozinho poderia adquirir até 60 armas de fogo, sendo 30 de calibres permitidos e 30 de calibres restritos. Como exemplo, um único atirador poderia adquirir 30 pistolas calibre 9mm e 30 fuzis calibre 7.62. De acordo com os pesquisadores, a quantidade liberada é maior que a maioria dos batalhões de polícia militar e delegacias existente no país.

"Foram 4 anos de aumento no número de CAC, de armas em circulação, do número de clubes de tiro e de lojas de armas, além da quantidade de munições em circulação, enquanto isso o investimento em  fiscalização e controle foi inexistente", afirmaram.

Os pesquisadores afirmam que no inicio do ano, o novo governo puxou um freio de arrumação para a reconstrução da política de controle de armas no país, e que é necessário um novo marco normativo para paralisar o "descontrole" do armamento no Brasil.

"O melhor regramento das categorias com acesso privilegiado a armas, sobretudo os CAC, e sua gestão não mais pelo Exército, mas, sim, pela Polícia Federal, maiores investimentos nesta instituição para que possa brevemente modernizar seus sistemas e bancos de dados, assim como ampliar suas ações de fiscalização, além da reclassificação de certos calibres, como 9mm e .40, à lista de calibres restritos, são algumas das mudanças que poderiam trazer mais racionalidade à política de controle de armas e que muito beneficiariam a segurança pública do país", afirmam.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Projeto prevê cadastro de clientes que não desejam receber ligação de bancos
Brasil

Projeto prevê cadastro de clientes que não desejam receber ligação de bancos

Há 4 horas

Lula deve ter ao menos 2 reuniões bilaterais em viagem à Guiana, diz Itamaraty
Brasil

Lula deve ter ao menos 2 reuniões bilaterais em viagem à Guiana, diz Itamaraty

Há 18 horas

Aneel mantém bandeira tarifária verde em março, sem adicional nas contas de luz
Brasil

Aneel mantém bandeira tarifária verde em março, sem adicional nas contas de luz

Há 18 horas

BNDES aprova R$ 88,5 milhões para expansão da internet de banda larga na PB e no RN
Brasil

BNDES aprova R$ 88,5 milhões para expansão da internet de banda larga na PB e no RN

Há 19 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais