Acompanhe:

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) participa nesta quarta-feira, 29, de seminários empresariais em Riade, na Arábia Saudita, em busca de atrair investimentos para o Brasil, com foco no Programa de Aceleração de Investimento (PAC). Está é a primeira viagem internacional de Lula desde que realizou uma cirurgia no quadril, há dois meses. 

“Chegando na Arábia Saudita, nosso primeiro destino nesta visita ao Oriente Médio, para reuniões com o chefe de Estado e de empresários brasileiros e sauditas. Vamos apresentar projetos de investimento no Brasil e aumentar as relações comerciais e de parceria entre nossos países nos setores de energia, agricultura e também na indústria. Também vamos apresentar os projetos do Novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para investimentos em infraestrutura”, escreveu em publicação no X, o antigo Twitter. 

Na agenda do presidente brasileiro está o encerramento da Mesa Redonda Brasil-Arábia Saudita, um evento promovido pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex) em conjunto com o Ministério de Investimentos da Arábia Saudita, e um almoço com empresários brasileiros e sauditas. Na sequência, Lula participará da abertura do seminário Embraer, fabricante brasileira de aeronaves. 

Na terça-feira, 28, o petista encontrou o primeiro-ministro e príncipe herdeiro do país, Mohammed Bin Salman Al-Saud, para discutir a ampliação do comércio entre os países, que chegou a US$ 8,2 bilhões em 2022. Em junho, Lula cancelou um jantar que teria com o príncipe.

No fim da quarta-feira, Lula embarca para Doha, onde deve ir a um fórum com empresários locais e se encontrar com o emir do Catar, Tamim bin Hamad al-Thanin, na quinta-feira. O giro de Lula terá seu ponto alto na sexta-feira, 1, quando o mandatário brasileiro chegar em Dubai, nos Emirados Árabes, para participar da Conferência do Clima das Nações Unidas (COP28).

Investimento saudita no PAC

Na segunda-feira, em comitiva do governo brasileiro que chegou dois dias antes ao Oriente Médio, o ministro da Casa Civil, Rui Costa, afirmou que, após reuniões, existe expectativa de investimentos sauditas no novo PAC.  “A expectativa é que parte desse investimento também ocorra por meio de fundos de investimento. Agora mesmo, nos dois leilões que ocorreram de rodovias no Paraná o fundo de investimento árabe participou”, disse. 

O novo PAC prevê a retomada de obras públicas paradas e a aceleração das que estão em andamento. O projeto também vai realizar investimento em novos empreendimentos, em ao menos seis áreas. Diferentemente das outras edições do programa, o governo promete apostar em parcerias com setor privado. O PAC prevê até R$ 1,7 trilhão, entre investimentos públicos e privados, em obras.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
PF prende dono de sítio suspeito de ajudar fugitivos de presídio de Mossoró
Brasil

PF prende dono de sítio suspeito de ajudar fugitivos de presídio de Mossoró

Há 7 horas

Em primeiro voto no STF, Dino é a favor de vínculo empregatício entre Uber e motoristas
Brasil

Em primeiro voto no STF, Dino é a favor de vínculo empregatício entre Uber e motoristas

Há 8 horas

Mendonça autoriza empresas a renegociarem acordos de leniência fechados na Lava-Jato
Brasil

Mendonça autoriza empresas a renegociarem acordos de leniência fechados na Lava-Jato

Há 9 horas

Projeto de lei quer proibir que motorista de aplicativo cobre passageiro pelo uso do ar-condicionado
Brasil

Projeto de lei quer proibir que motorista de aplicativo cobre passageiro pelo uso do ar-condicionado

Há 11 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais