Acompanhe:

Lula chega à China e inicia agenda com Dilma e reunião na Huawei; veja detalhes

Presidente desembarcou em Xangai por volta das 11h40 (horário de Brasília) para participar da posse da ex-presidente no banco dos Brics; encontro com mandatário chinês será nesta sexta-feira, 14

Modo escuro

Continua após a publicidade
Lula: A agenda do presidente começa na quinta, em Xangai, onde visita a ex-presidente Dilma Rousseff (Ricardo Stuckert/Presidência da República/Divulgação)

Lula: A agenda do presidente começa na quinta, em Xangai, onde visita a ex-presidente Dilma Rousseff (Ricardo Stuckert/Presidência da República/Divulgação)

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, desembarcou na noite desta quarta-feira, 12, a Xangai, pelo horário local na China, para uma agenda de dois dias de encontros, que tem como ponto alto uma reunião com o presidente chinês, Xi Jinping, no Palácio do Povo, em Pequim, na tarde da sexta-feira, madrugada no Brasil, onde assinarão acordos bilaterais. Antes, o avião presidencial parou por Lisboa, Portugal, e Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos.

A agenda de Lula começa na quinta, em Xangai, onde visita a ex-presidente Dilma Rousseff, eleita para ser presidente do Novo Banco de Desenvolvimento, o banco dos Brics — sigla formada pelos países Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul.

Agenda de Lula na China

Dilma Rousseff à frente do Banco dos Brics

O banco, com sede em Xangai, tem uma carteira de investimento de US$ 33 bilhões e foi criado em 2014, em uma reunião do grupo em Fortaleza.

A cerimônia de posse de Dilma está marcada para 11h10 da manhã da quinta-feira. Em seguida haverá um almoço na sede do banco e um pronunciamento conjunto de Dilma e Lula.

Na tarde da quinta, Lula vai visitar a fábrica da gigante de tecnologia chinesa Huawei. Ainda na agenda oficial, logo depois da visita, está prevista uma audiência com o secretário Geral do Partido comunista em Xangai e, no começo da noite, um jantar oferecido pelo Secretário Geral do Partido comunista.

Compromissos de Lula na China

Após o jantar, Lula embarca para Pequim, onde terá vários compromissos na sexta-feira. Pela manhã, com o líder do Parlamento da China e, à tarde, com o presidente Xi Jinping.

Os dois devem assinar uma série de acordos bilaterais. Há ainda a promessa de Lula de convidar o líder chinês para visitar o Brasil. Estão previstas a assinatura de mais de 20 acordos entre os dois países.

Lula deve dar declarações à imprensa às 20 horas da sexta-feira em Pequim (7 horas da manhã da sexta-feira no Brasil). No sábado Lula volta ao Brasil, mas fará uma parada em Abu Dhabi, onde deve se reunir com fundos soberanos.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Lula deve ter ao menos 2 reuniões bilaterais em viagem à Guiana, diz Itamaraty
Brasil

Lula deve ter ao menos 2 reuniões bilaterais em viagem à Guiana, diz Itamaraty

Há 13 horas

Aneel mantém bandeira tarifária verde em março, sem adicional nas contas de luz
Brasil

Aneel mantém bandeira tarifária verde em março, sem adicional nas contas de luz

Há 13 horas

BNDES aprova R$ 88,5 milhões para expansão da internet de banda larga na PB e no RN
Brasil

BNDES aprova R$ 88,5 milhões para expansão da internet de banda larga na PB e no RN

Há 14 horas

Juiz manda submeter esfaqueador de Bolsonaro a tratamento psiquiátrico
Brasil

Juiz manda submeter esfaqueador de Bolsonaro a tratamento psiquiátrico

Há 15 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais