Brasil

Justiça determina fechamento de hotéis e praias de Búzios, no RJ

Apenas moradores e pessoas que trabalhem em Búzios poderão entrar na cidade; hotéis terão 72 horas para desocupar seus quartos

Búzios: hotéis terão 72 horas para desocupar quartos (Rodrigo Soldon/Flickr)

Búzios: hotéis terão 72 horas para desocupar quartos (Rodrigo Soldon/Flickr)

AB

Agência Brasil

Publicado em 17 de dezembro de 2020 às 07h14.

A Justiça do Rio de Janeiro determinou que hotéis, pousadas e outros meios de hospedagem em Búzios sejam fechados a partir de hoje (17), devido ao aumento de número de casos de covid-19 e da ocupação de leitos hospitalares no município. Os hotéis terão 72 horas para desocupar seus quartos e novas reservas estão proibidas.

A decisão judicial também atinge as praias do município, que devem ser fechadas. Apenas moradores e pessoas que trabalhem em Búzios poderão entrar na cidade.

Além disso, restaurantes só poderão funcionar com entregas e apenas o comércio essencial (como mercados, farmácias, lojas de animais etc) poderá seguir funcionando, ainda assim limitando o acesso de consumidores a 30% da capacidade da loja.

A informação foi divulgada pela prefeitura de Búzios, que informou que seguirá a determinação judicial enquanto analisa um eventual recurso.

Acompanhe tudo sobre:CoronavírusHotéisPandemiaPraiasRio de Janeiro

Mais de Brasil

PL do Aborto gera manifestações em ao menos oito cidades

Rio quer atrair investimentos da Arábia Saudita e criar hub para Data Centers - inclusive submarinos

Microexplosão atinge município gaúcho de São Luiz Gonzaga

Combate ao fogo no Parque de Itatiaia continua, sem previsão de fim

Mais na Exame