Brasil

Indígenas preparam lista tríplice para o comando da pasta dos Povos Originários

A equipe de coordenação apresentou ao núcleo da transição 21 pedidos de homologação e reconhecimento de terras indígenas, envolvendo processos que já passaram pelo crivo da Funai

"A gente nem cogita secretaria, será ministério", disse Sônia (Leandro Fonseca/Exame)

"A gente nem cogita secretaria, será ministério", disse Sônia (Leandro Fonseca/Exame)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 7 de dezembro de 2022 às 14h23.

Última atualização em 7 de dezembro de 2022 às 14h27.

A equipe de transição do governo Lula prepara uma lista tríplice de nomes para assumir o comando da nova pasta prometida pelo petista, o Ministério dos Povos Originários. A informação foi confirmada pela deputada eleita Sônia Guajajara (PSOL-SP), que será uma das três indicadas.

Além de Sônia, a lista deve incluir os nomes da deputada Joênia Wapichana (Rede-RR) e Weibe Tabeba (PT), vereador de Caucaia (CE). "Não tivemos nenhuma conversa formal. Nós estamos com a ideia de apresentar uma lista tríplice para o presidente Lula avaliar", comentou Sônia.

Receba as notícias mais relevantes do Brasil e do mundo toda manhã no seu e-mail. Cadastre-se na newsletter gratuita EXAME Desperta.

A deputada disse ainda que o grupo de coordenação também vai sugerir que a nova pasta seja chamada de Ministério dos Povos Indígenas. Além disso, há o objetivo de fazer com que a Fundação Nacional do Índio (Funai) saia do Ministério da Justiça e passe a responder ao novo ministério. "Se queremos um ministério forte temos de trazer uma estrutura forte, com estrutura e orçamento. A Funai vai trazer essa estrutura."

A deputada eleita também negou que haja uma movimentação para que o novo ministério seja convertido em uma secretaria, o que significaria ficar submetido ao comando de algum outro ministério. "A gente nem cogita secretaria, será ministério", disse Sônia.

A equipe de coordenação apresentou ao núcleo da transição 21 pedidos de homologação e reconhecimento de terras indígenas, envolvendo processos que já passaram pelo crivo da Funai, do Ministério da Justiça e da Casa Civil, dependendo agora da assinatura do presidente da República.

LEIA TAMBÉM:

Câmara dos Deputados terá quatro parlamentares indígenas

Indígenas do Vale do Javari são convidados para equipe de transição de Lula

Acompanhe tudo sobre:FunaiIndígenas

Mais de Brasil

Ouvidoria INSS: como fazer reclamação ou denúncia pelo telefone

Mais de 626 mil pessoas ainda estão fora de casa no Rio Grande do Sul

Ainda afetado por cheias, metrô volta a operar na grande Porto Alegre

Prefeitura de SP vai fechar parques quando houver previsão de chuvas fortes

Mais na Exame