Ibaneis Rocha, governador do DF, pede desculpas a Lula após invasão de Brasília

Rocha se desculpou também com Rosa Weber, presidente do STF, e com Lira e Pacheco, presidentes do Congresso

Ibaneis Rocha (Marcos Corrêa/PR/Flickr)

Ibaneis Rocha (Marcos Corrêa/PR/Flickr)

BQ

Beatriz Quesada

Publicado em 8 de janeiro de 2023 às 19h49.

O governador do Distrito Federal (DF) Ibaneis Rocha pediu desculpas ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), em vídeo divulgado na noite deste domingo, 8, após bolsonaristas invadirem o Palácio do Planalto, o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal (STF) mais cedo.

Ibaneis se desculpou também com a presidente do STF, Rosa Weber, e com os presidentes do Congresso, Arthur Lira, da Câmara dos Deputados, e Rodrigo Pacheco, do Senado.

“Não acreditávamos em momento nenhum que as manifestações tomariam a proporção que tomaram”, disse o governador. 

Ibaneis também se defendeu, e afirmou que “todos sabem de sua origem democrática”. O governador foi criticado por não ter dado a devida atenção à ameaça dos atos. A inteligência do governo havia identificado ainda no sábado 7, a chegada de mais de 100 ônibus para as manifestações de hoje.

Após a invasão, o presidente Lula assinou um decreto para intervir na segurança da capital federal após considerar que houve “incompetência” e “má-fé” de quem estava no comando das forças de segurança. 

O maior criticado foi o secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, Anderson Torres, que é ex-ministro da Justiça de Bolsonaro e foi exonerado por Ibaneis em meio ao turbilhão da invasão em Brasília.

LEIA TAMBÉM

Mais de Brasil

Conflitos por terra batem recorde no Brasil no primeiro ano do governo Lula

Cármen Lúcia mantém condenação de Deltan por Power Point contra Lula

Risco fiscal está 'drenando oportunidades' do Brasil, diz Tarcísio

Fluxo de passageiros para o exterior cresce pelo 24º mês seguido mostra Anac

Mais na Exame