Brasil

Governo espera leiloar 'Rodovia da Morte', em Minas Gerais, no segundo semestre

Expectativa é do ministro dos Transportes, Renan Filho, que espera aval do Tribunal de Contas da União

BR-381 conhecida como 'Rodovia da Morte' não teve interessados na concessão pela terceira vez (Polícia Rodoviária Federal/Divulgação)

BR-381 conhecida como 'Rodovia da Morte' não teve interessados na concessão pela terceira vez (Polícia Rodoviária Federal/Divulgação)

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 11 de abril de 2024 às 18h47.

Última atualização em 11 de abril de 2024 às 19h05.

O ministro de Transportes, Renan Filho, disse que, na próxima semana, o Tribunal de Contas da União (TCU) deve dar o aval para dois novos leilões — o trecho da BR-040 que conecta Belo Horizonte (MG) a Cristalina (DF) e o da BR-381 (conhecida como a 'Rodovia da Morte'), que liga Belo Horizonte a Governador Valadares. Caso a expectativa se concretize, as rodovias devem ser leiloadas em agosto ou setembro.

"Essa semana ou na próxima o TCU aprova as alterações que fizemos no projeto [da BR-381]. Essas alterações, que são sobretudo a elevação da taxa de retorno do projeto, por conta do risco, que é mais elevado que os outros, e o compartilhamento do risco de engenharia e geológico, ampliam muito a atratividade da concessão", disse Renan Filho.

Em três tentativas do governo de leiloar a BR-381, a última no ano passado, não houve interessados.

O ministro conversou com jornalistas nesta quinta-feira, ao fim do certame do trecho entre Belo Horizonte e Juiz de Fora da BR-040.

O consórcio Infraestrutura MG, formado pela EPR e pelo fundo de investimento Perfin Voyager, foi o vencedor, ao apresentar o maior valor de desconto para o pedágio, de 11,21% em relação à tarifa base.

Segundo o ministro, há oito projetos de concessão no TCU, com expectativa de que sejam apreciados nos próximos dois ou três meses pelo tribunal, e leiloados ainda em 2024.

Renan Filho disse também que o governo ainda não decidiu se irá relicitar ou otimizar a concessão do trecho da BR-040 ligando o Rio de Janeiro à cidade de Juiz de Fora (MG). O trecho é operado pela Concer. De acordo com o ministro, as negociações com a empresa já estão na fase final, mas ainda não é possível dizer se haverá consenso.

"Esse é um trecho que pode ou ser relicitado ou otimizado. Nós estamos na fase final de decisão disso, estamos em reunião com a empresa, se haverá ou não consenso."

Acompanhe tudo sobre:Governo LulaInfraestruturaExploração de rodoviasLeilões

Mais de Brasil

Anvisa endurece regras para prescrição de zolpidem por relatos de uso abusivo e efeitos adversos

Cacique Raoni encontra Papa Francisco no Vaticano e entrega carta sobre proteção das florestas

Governo do RS quer construir quatro cidades provisórias para receber desabrigados

Bebê nasce durante férias no Brasil e casal americano fica preso em pesadelo burocrático

Mais na Exame