Acompanhe:

Em vídeo, Feliciano ataca ‘cristofobia’ na Parada Gay; veja

"Pegaram os símbolos da minha fé, da fé cristã, e expuseram publicamente num ato de completa falta de respeito", disse o deputado.

Modo escuro

Continua após a publicidade
Crucificada, participante defende luta contra homofobia (Joao Castellano/Reuters)

Crucificada, participante defende luta contra homofobia (Joao Castellano/Reuters)

M
Mariana Desidério

Publicado em 9 de junho de 2015 às, 15h09.

São Paulo – O pastor e deputado federal Marco Feliciano publicou ontem na internet um vídeo em que ataca o que chama de cristofobia na Parada Gay e convoca líderes religiosos para uma ação coletiva contra manifestações consideradas abusivas por ele. A Parada Gay ocorreu no domingo.

O vídeo gravado pelo pastor mostra a imagem de uma transexual vestida de Jesus crucificado. A ação da manifestante Viviany Beleboni foi uma das mais polêmicas da Parada. Fotos de outras manifestações LGBT também foram usadas por Feliciano.

“Estou indignado com o que aconteceu na Parada Gay de são Paulo. Pegaram os símbolos da minha fé, da fé cristã, e expuseram publicamente num ato de completa falta de respeito”, disse Feliciano no vídeo. Para ele, os líderes religiosos precisam “sair dos gabinetes” e agir contra manifestações como a de domingo.

“Eles dizem que é liberdade de expressão. Pegar um crucifixo e colocar num orifício do seu corpo é só liberdade de expressão, pegar um travesti e colocar numa cruz, colocar alguém fantasiado de jesus beijando outro homem na boca é só liberdade de expressão”, afirmou ainda.

Em entrevista à imprensa, a manifestante Viviany Beleboni disse que sua intenção não foi ofender a religião cristã. “Usei as marcas de Jesus, que foi humilhado, agredido e morto. Justamente o que tem acontecido com muita gente do meio GLS, mas com isso ninguém se choca”, disse ao G1. Viviany relata ter recebido ameaças após sua manifestação na Parada.

Em seu vídeo, o deputado federal criticou que o evento LGBT tenha sido patrocinado por empresas públicas e propõe uma ação contra as marcas apoiadoras do evento. “A Petrobras patrocinando essa maldição, essas cenas”, disse.

Dias antes da Parada Gay, o também pastor Silas Malafaia já havia proposto um boicote ao Boticário por uma propaganda publicitária com casais gays.

Veja o vídeo de Feliciano:

Últimas Notícias

Ver mais
Educação Inclusiva: apenas 16% das empresas têm programas para grupos minorizados, diz estudo
seloCarreira

Educação Inclusiva: apenas 16% das empresas têm programas para grupos minorizados, diz estudo

Há 5 dias

Inglaterra passa a limitar mudança de gênero em menores de idade
Mundo

Inglaterra passa a limitar mudança de gênero em menores de idade

Há uma semana

Vaticano critica barriga de aluguel e ideologia de gênero, mas defende respeito a pessoas LGBTQIAP+
Mundo

Vaticano critica barriga de aluguel e ideologia de gênero, mas defende respeito a pessoas LGBTQIAP+

Há uma semana

Número de casamentos entre pessoas do mesmo sexo bate recorde e cresce 19,8% no Brasil, mostra IBGE
Brasil

Número de casamentos entre pessoas do mesmo sexo bate recorde e cresce 19,8% no Brasil, mostra IBGE

Há 3 semanas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais