Em vídeo, Feliciano ataca ‘cristofobia’ na Parada Gay; veja

"Pegaram os símbolos da minha fé, da fé cristã, e expuseram publicamente num ato de completa falta de respeito", disse o deputado.

São Paulo – O pastor e deputado federal Marco Feliciano publicou ontem na internet um vídeo em que ataca o que chama de cristofobia na Parada Gay e convoca líderes religiosos para uma ação coletiva contra manifestações consideradas abusivas por ele. A Parada Gay ocorreu no domingo.

O vídeo gravado pelo pastor mostra a imagem de uma transexual vestida de Jesus crucificado. A ação da manifestante Viviany Beleboni foi uma das mais polêmicas da Parada. Fotos de outras manifestações LGBT também foram usadas por Feliciano.

“Estou indignado com o que aconteceu na Parada Gay de são Paulo. Pegaram os símbolos da minha fé, da fé cristã, e expuseram publicamente num ato de completa falta de respeito”, disse Feliciano no vídeo. Para ele, os líderes religiosos precisam “sair dos gabinetes” e agir contra manifestações como a de domingo.

“Eles dizem que é liberdade de expressão. Pegar um crucifixo e colocar num orifício do seu corpo é só liberdade de expressão, pegar um travesti e colocar numa cruz, colocar alguém fantasiado de jesus beijando outro homem na boca é só liberdade de expressão”, afirmou ainda.

Em entrevista à imprensa, a manifestante Viviany Beleboni disse que sua intenção não foi ofender a religião cristã. “Usei as marcas de Jesus, que foi humilhado, agredido e morto. Justamente o que tem acontecido com muita gente do meio GLS, mas com isso ninguém se choca”, disse ao G1. Viviany relata ter recebido ameaças após sua manifestação na Parada.

Em seu vídeo, o deputado federal criticou que o evento LGBT tenha sido patrocinado por empresas públicas e propõe uma ação contra as marcas apoiadoras do evento. “A Petrobras patrocinando essa maldição, essas cenas”, disse.

Dias antes da Parada Gay, o também pastor Silas Malafaia já havia proposto um boicote ao Boticário por uma propaganda publicitária com casais gays.

Veja o vídeo de Feliciano:

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 1,90

Nos três primeiros meses,
após este período: R$ 15,90

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.