Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:

Cunha pode ter tentado contratar empresa para conter Lava Jato

Segundo delatores, o peemedebista sugeriu contratar a empresa Kroll para espionar os envolvidos nas denúncias e encontrar "inconsistências" nos depoimentos

Modo escuro

Continua após a publicidade
Cunha: Para o ex-presidente da Câmara, com relatórios da empresa seria possível conter a Lava Jato (Rodolfo Buhrer/Reuters)

Cunha: Para o ex-presidente da Câmara, com relatórios da empresa seria possível conter a Lava Jato (Rodolfo Buhrer/Reuters)

E
Estadão Conteúdo

Publicado em 12 de abril de 2017 às, 18h04.

O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), mandou encaminhar para a Procuradoria da República no Paraná investigação sobre o ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ) que teria tentado contratar a empresa de segurança privada Kroll para conter a operação.

Segundo as delações de Marcelo Odebrecht e Fernando Luiz Ayres da Cunha Santos Reis, executivos da Odebrecht, em reunião em fevereiro de 2015, na casa do ex-deputado, o peemedebista sugeriu que a Kroll espionasse os envolvidos nas denúncias para encontrar "inconsistências" nos depoimentos do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa e do doleiro Alberto Youssef - os primeiros delatores da Lava Jato.

Para Cunha, com relatórios da empresa seria possível conter a Lava Jato. Ele foi preso em outubro de 2016 por ordem do juiz federal Sérgio Moro. Símbolo da operação, Moro condenou o ex-presidente da Câmara a 15 anos e quatro meses de cadeia.

Durante a gestão do peemedebista na presidência da Câmara, a Kroll foi contratada pela CPI da Petrobras para investigar movimentações financeiras no exterior de pessoas envolvidas na operação.

Na época, após pressão de parlamentares, o presidente da CPI, Hugo Motta (PMDB-PB), revelou os nomes dos 12 investigados pela Kroll. A lista incluía desde o lobista Julio Camargo, que citou Cunha em seu depoimento, e até mesmo Stael Fernanda Janene, viúva do ex-deputado José Janene (PP-PR).

Como Eduardo Cunha não detém mais foro privilegiado no Supremo a investigação sobre seu suposto interesse em contratar a Kroll para neutralizar a força da Lava Jato vai ser realizada sob a tutela do juiz Moro, por decisão de Fachin.

Últimas Notícias

Ver mais
STF define agenda do fim do ano com licença-paternidade e políticos em estatais; veja

Brasil

STF define agenda do fim do ano com licença-paternidade e políticos em estatais; veja

Há 4 horas

Brasil e Arábia projetam US$ 20 bi de negócios até 2030; acordo inclui carros voadores da Embraer

Brasil

Brasil e Arábia projetam US$ 20 bi de negócios até 2030; acordo inclui carros voadores da Embraer

Há 5 horas

Expectativa de vida no Brasil fica em 75,5 anos em 2022, mostra IBGE

Brasil

Expectativa de vida no Brasil fica em 75,5 anos em 2022, mostra IBGE

Há 5 horas

Transporte para o Aeroporto de Guarulhos terá tarifa mais barata

Brasil

Transporte para o Aeroporto de Guarulhos terá tarifa mais barata

Há 5 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Veículo de luxo financiado? Entenda por que essa pode ser uma boa opção

Veículo de luxo financiado? Entenda por que essa pode ser uma boa opção

Mercado Livre de Energia inaugura uma nova era para as PMEs

Mercado Livre de Energia inaugura uma nova era para as PMEs

O que as lideranças devem ter no radar para 2024, segundo o CEO da Falconi

O que as lideranças devem ter no radar para 2024, segundo o CEO da Falconi

Feirão oferece taxas a partir de 1,18% na compra de veículos
Minhas Finanças

Feirão oferece taxas a partir de 1,18% na compra de veículos

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais