Brasil

OPINIÃO: Nunca esqueceremos

Talvez não soubéssemos que éramos uma Nação profundamente solidária, ou não nos lembrássemos mais, diante da divisão entre brasileiros

Enchentes no RS: 540.188 pessoas estão fora de casa (Carlos FABAL/AFP)

Enchentes no RS: 540.188 pessoas estão fora de casa (Carlos FABAL/AFP)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 18 de maio de 2024 às 15h25.

Tudo sobreNegócios em Luta RS
Saiba mais

negócios em luta

*Por Marcelo Rech, jornalista e presidente da Associação Nacional de Jornais

Em linha reta, a distância do Oiapoque ao Chuí é de 4.180 quilômetros, mais do que entre Lisboa e Moscou. Mas foi do Amapá que o governador Clécio Luís, a exemplo de tantos outros dirigentes estaduais, ligou para o governador Eduardo Leite para colocar os recursos de seu Estado, por mais modestos que sejam, à disposição do Rio Grande do Sul. Em Brasília, doadores congestionaram por horas os acessos à base aérea para levar doações, e o terminal do aeroporto de Guararapes, em Recife, ficou lotado de mantimentos e roupas trazidos às pressas pelos irmãos nordestinos.

Helicópteros, barcos, bombeiros, policiais civis e militares de todo o Brasil acorreram ao Rio Grande do Sul tão logo se configurou a dimensão da catástrofe. Caminhões com faixas de força aos gaúchos transportam de outros Estados milhares de toneladas de doações que formam uma linha vital de salvação neste momento. Heroicos são também esses caminhoneiros que, com devoção, têm passado dias em rodovias semidestruídas, desvios e engarrafamentos para manter o abastecimento do Rio Grande do Sul.

Talvez não soubéssemos que éramos uma Nação profundamente solidária, ou não nos lembrássemos mais, diante da divisão entre brasileiros escavada artificialmente para eleger políticos de diferentes matizes ideológicos que tiram vantagem do ódio entre conterrâneos. Mas a tragédia que se abateu sobre o Rio Grande do Sul nos deu uma janela para enxergar por cima dos cretinos das redes sociais que, do sofá, tripudiam dos esforços de servidores civis e militares que há duas semanas mal se alimentam e dormem para salvar vidas e tentar restabelecer um mínimo de normalidade.

Quem sabe não está nascendo no Rio Grande do Sul, como uma flor no pântano da catástrofe, um Brasil com mais cara de Brasil, onde as divergências não separavam famílias e amigos e nem catalogavam partidos como anjos ou diabos? Esse Brasil não concordava, e nem devia, concordar em tudo, mas não desejava a aniquilação daquelas partes que não pensavam como as outras. É essa chance que temos agora diante de nós, por obra de voluntários, doadores, servidores e poderes que não distinguem crenças políticas ao estender a mão.

No telefonema ao governador gaúcho, seu colega do Amapá aproveitou para agradecer o apoio do Rio Grande do Sul a 24 amapaenses tratados no Estado por problemas renais crônicos. Esse é o Brasil que estava oculto e que pode emergir das águas de maio. Basta que, ali na frente, quando os rios baixarem e o noticiário voltar ao normal, as promessas e os discursos oficiais não sejam arquivados e que, principalmente, não percamos de vista que, um dia, o Brasil se uniu para salvar o Rio Grande do Sul. Nós nunca esqueceremos.

Negócios em Luta

A série de reportagens Negócios em Luta é uma iniciativa da EXAME para dar visibilidade ao empreendedorismo do Rio Grande do Sul num dos momentos mais desafiadores na história do estado. Cerca de 700 mil micro e pequenas empresas gaúchas foram impactadas pelas enchentes que assolam o estado desde o fim de abril.

São negócios de todos os setores que, de um dia para o outro, viram a água das chuvas inundar projetos de uma vida inteira. As cheias atingiram 80% da atividade econômica do estado, de acordo com estimativa da Fiergs, a Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul.

Os textos do Negócios em Luta mostram como os negócios gaúchos foram impactados pela enchente histórica e, mais do que isso, de que forma eles serão uma força vital na reconstrução do Rio Grande do Sul daqui para frente. Tem uma história? Mande para negociosemluta@exame.com.

Acompanhe tudo sobre:Negócios em Luta RSEnchentes no RS

Mais de Brasil

Tarcísio viaja aos EUA e Europa para apresentar privatização da Sabesp a investidores

Uso de inteligência artificial cresce acende sinal de alerta no TSE para eleições municipais

Inmet emite alerta de 'Perigo' para o RS; PR e SC podem ter ventos de até 100 km/h

Professores encerram greve nas universidades federais de todo o país depois de dois meses

Mais na Exame