Brasil

Congresso adia votação de projeto que remaneja R$3 bi do Orçamento

Votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2020 também é adiada

Congresso: oposição obstruiu os trabalhos durante toda a sessão, acusando a base governista de favorecimento, por meio de emendas parlamentares com recursos do projeto (Ueslei Marcelino/Reuters)

Congresso: oposição obstruiu os trabalhos durante toda a sessão, acusando a base governista de favorecimento, por meio de emendas parlamentares com recursos do projeto (Ueslei Marcelino/Reuters)

R

Reuters

Publicado em 9 de outubro de 2019 às 08h30.

Última atualização em 9 de outubro de 2019 às 08h32.

São Paulo — O Congresso Nacional adiou na noite de terça-feira, por falta de quórum, a votação de um projeto de lei que remaneja 3 bilhões de reais do Orçamento de 2019, e também a votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2020.

O projeto sobre remanejamento de recursos, que favorece principalmente os ministérios da Saúde, da Defesa, do Desenvolvimento Regional e da Agricultura, chegou a ser aprovado pelo deputados na sessão conjunta do Congresso, mas a votação precisou ser adiada devido à falta de quórum entre os senadores.

Ainda não há data marcada para uma nova sessão do Congresso para analisar os projetos, informou a Agência Câmara Notícias.

A oposição obstruiu os trabalhos durante toda a sessão, acusando a base governista de favorecimento, por meio de emendas parlamentares com recursos do projeto, em troca do voto pela aprovação da reforma da Previdência, segundo a agência.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), rejeitou a acusação e disse que a Previdência foi aprovada pelos parlamentares por convicção. "Eu esclareço que nenhum de nós votou a Previdência por troca de favor nenhum do governo. Votamos por convicção", afirmou, de acordo com a agência.

Acompanhe tudo sobre:Câmara dos DeputadosCongresso

Mais de Brasil

Nova bolsa de valores, 'epicentro' de data centers e inovação: as apostas do Rio para crescer

Em Porto Alegre, Defesa Civil alerta para risco de novos temporais com ‘ventos intensos’ e granizo

Ministério da Saúde amplia vacinação contra dengue; veja nova faixa etária

Reviravolta em julgamento sobre 'sobras eleitorais' pode anular eleição de sete deputados; entenda

Mais na Exame