Brasil

Chuvas causam transtornos na Bahia, e Salvador já registra mais de 400 ocorrências

Temporais são resultado do 'outono tropical', quando ocorrem 'mudanças nos padrões de vento e na circulação atmosférica, favorecendo a formação de áreas de instabilidade'

Chuvas causam transtornos na Bahia, e Salvador já registra mais de 400 ocorrências (Reprodução)

Chuvas causam transtornos na Bahia, e Salvador já registra mais de 400 ocorrências (Reprodução)

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 9 de abril de 2024 às 17h07.

Última atualização em 9 de abril de 2024 às 17h49.

As chuvas fortes seguem castigando o estado da Bahia, principalmente a capital, Salvador, que, até a tarde desta terça-feira, teve 410 ocorrências registradas, grande parte delas de deslizamentos de terra (124), avaliação de imóvel alagado (104) e ameaça de deslizamento (88).

De acordo com o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), para esta terça-feira existe a possibilidade de novas ocorrências, como alagamentos e inundações, na mesorregião metropolitana de Salvador, onde há previsão de "continuidade das chuvas com chance de pancadas com intensidade moderada a forte, podendo agravar os acumulados pluviométricos ao longo do dia".

Segundo o Climatempo, as chuvas são resultado de um fenômeno conhecido como "outono tropical", período de transição entre o verão e o outono/inverno no Brasil, quando ocorrem "mudanças nos padrões de vento e na circulação atmosférica, favorecendo a formação de áreas de instabilidade e o aumento da frequência e intensidade das chuvas".

A Bahia sofre ainda mais os efeitos deste período uma vez que "possui características geográficas que contribuem para esse cenário, como a presença da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), uma banda de nuvens associada à convergência dos ventos alísios dos hemisférios Norte e Sul", responsável levar umidade e instabilidade atmosférica à região, "o que favorece a ocorrência de chuvas intensas".

Ainda segundo o Climatempo, as águas do Oceano Atlântico ao longo da costa da região "encontram-se com temperatura acima do normal, intensificando ainda mais as instabilidades". O governo da Bahia afirmou que, até a tarde desta terça, 48 municípios no estado estão em "Situação de Emergência".

"Só no início deste mês, já choveu mais de 300 milímetros, uma quantidade de chuva superior a que estava prevista para todo o mês, gerando a necessidade de acionar o sistema de alerta e alarme de oito comunidades. Já estamos com todas nossas equipes mobilizadas na operação e no cuidado com as pessoas. Peço para que as famílias que moram em áreas de risco, procurem nossos abrigos ou fiquem na casa de familiares em locais seguros", afirmou Reis, em nota publicada no Instagram.

Acompanhe tudo sobre:BahiaChuvasMeteorologia

Mais de Brasil

Ministro do Trabalho vincula mudanças em crédito consignado a fim do saque-aniversário

Bolsonaristas criticam Moraes por derrubar norma sobre aborto; governistas apoiam decisão

Enchentes agora atingem SC; mais de 800 estão fora de casa devido a inundações

Nível do Guaíba cai 17 cm em Porto Alegre e segue baixando

Mais na Exame