Brasil

Celular Seguro: Governo alerta que não envia link para cadastro aos cidadãos e ação é golpe

Mensagens deste tipo têm sido identificadas, com links fraudulentos, usados por criminosos para aplicar golpes

Celulares roubados: bancos vão bloquear em até 10 minutos aplicativos com 'botão de segurança', diz governo (Supatman/Getty Images)

Celulares roubados: bancos vão bloquear em até 10 minutos aplicativos com 'botão de segurança', diz governo (Supatman/Getty Images)

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 20 de dezembro de 2023 às 13h35.

O secretário-executivo do Ministério de Justiça e Segurança Pública (MJSP), Ricardo Cappelli, publicou no X (antigo Twitter) um alerta de que o governo federal não tem enviado link aos cidadãos pedindo que se cadastrem na plataforma Celular Seguro. Mensagens deste tipo têm sido identificadas, com links fraudulentos, usados por criminosos para aplicar golpes.

O cadastro na ferramenta do governo, para barrar de forma rápida o acesso de criminosos a aparelhos roubados, na verdade, é voluntário e o interessado é quem deve começar espontaneamente o processo via aplicativo ou site celularseguro.mj.gov.br.

Os cidadãos, portanto, não devem clicar em mensagens recebidas por redes sociais, e-mails e aplicativos convidando a se cadastrarem na ferramenta. Em geral, esses links maliciosos podem roubar dados pessoais de vítimas, como números e senhas de cartões. Ou, através de engenharia social, os bandidos podem convencer as pessoas a pagar taxas para, supostamente, terem acesso ao Celular Seguro.

Mas vale lembrar que o acesso ao serviço é totalmente gratuito. E os criminosos que tentam aplicar golpes "serão identificados e tratados na forma da lei", garantiu Cappelli.

O governo Lula lançou na tarde de terça-feira a ferramenta. A ideia é nacionalizar e tornar mais ágil mecanismos de segurança, em casos de roubos ou furtos. Os usuários podem solicitar o bloqueio dos aparelhos, por meio do chamado IMEI, que é o código de identificação do celular, e de aplicativos bancários, que é feito em até 10 minutos.

Operadoras de telefonia se comprometeram a viabilizar o processo de bloqueio das linhas/SMS até o dia 9 de fevereiro.

Acompanhe tudo sobre:CelularesSmartphonesRoubos

Mais de Brasil

Famílias do RS já podem confirmar dados para receber Auxílio Reconstrução; veja como fazer

Disputa pela prefeitura de Belo Horizonte tem empate entre seis candidatos, aponta pesquisa Futura

Chuvas no RS: instituto prevê redução do nível do Guaíba e recessão da cheia nos próximos dias

Rio Grande do Sul tem 1.380 casos notificados de leptospirose e quatro mortes confirmadas

Mais na Exame