Bolsonaro sobre operação fake news: “Não teremos outro dia igual a ontem”

Bolsonaro afirmou que os investigados em inquérito do STF não são "bandidos"

O presidente Jair Bolsonaro defendeu nesta quinta-feira os alvos da operação realizada desta quarta-feira, por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF), que apura fake news e ataques contra ministros da Corte. Bolsonaro disse que os investigados — que são seus apoiadores — não são “bandidos”.

“Não são bandidos, não são marginais, não são traficantes. Muito pelo contrário”, disse Bolsonaro, na saída do Palácio da Alvorada.

Bolsonaro afirmou que foi um “dia triste”, mas disse que será o “último”.

“Mais um dia triste na nossa história. Mas o povo tenha certeza, foi o último dia triste”, disse o presidente, acrescentando depois: “Repito, não teremos outro dia igual ontem. Chega. Chegamos no limite. Estou com as armas da democracia na mão. Eu honro o juramento que fiz quando assumi a presidência da República”.

Você já leu todo conteúdo gratuito deste mês.

Assine e tenha o melhor conteúdo do seu dia, talvez o único que você precise.

Já é assinante? Entre aqui.

Deseja assinar e ter acesso ilimitado?

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.