Brasil

Barueri é a melhor cidade para fazer negócios no setor de serviços

Ranking elaborado pela consultoria Urban Systems analisa as melhores cidades brasileiras para fazer negócios em educação, comércio, serviços, indústria, mercado imobiliário e agropecuária

 (Germano Lüders/Exame)

(Germano Lüders/Exame)

CA

Carla Aranha

Publicado em 9 de novembro de 2021 às 17h19.

Última atualização em 10 de novembro de 2021 às 07h22.

Cortada pelo rodoanel, que conecta dez rodovias, Barueri é a sede de grandes empresas varejistas, como o Walmart, e de centros de distribuição de mercadorias, entre eles o do Mercado Livre, empresa mais valiosa da América Latina, que anunciou a abertura de 7.200 vagas em abril.

O vai-e-vem de milhares de funcionários de grandes empresas vêm movimentando o setor de serviços, que renasce depois de um ano difícil. O mercado de trabalho reflete esse cenário positivo no município: neste ano, Barueri registra um aumento de 10% na criação de vagas, sendo que quase todos os empregos se concentram no setor privado. A cidade ocupa atualmente o posto de campeã na geração de vagas, com 1,67 emprego para cada habitantes.

Com todo este cenário, Barueri é a primeira colocada no setor de serviços no ranking das Melhores Cidades para Fazer Negócios, elaborado pela consultoria Urban Systems. Na segunda posição está São Paulo, e em seguida Florianópolis, em Santa Catarina. A lista contempla 100 cidades.

Um dos principais centros financeiros do estado de São Paulo, Barueri também vem se tornando um polo de tecnologia – neste ano, o número de negócios voltados do setor aumentou 8%. A expansão de serviços digitais e de mobilidade urbana também vem colocando a cidade cada vez mais no mapa da inovação. A boa infraestrutura de telecomunicações exerce um papel fundamental nesse contexto: 80% da conexão de banda larga é de alta velocidade.

O ranking das Melhores Cidades para Fazer Negócios é elaborado anualmente pela consultoria Urban Systems, com exclusividade para EXAME, em seis segmentos econômicos: educação, comércio, serviços, indústria, mercado imobiliário e agropecuária.

Para chegar à lista das melhores cidades no setor de serviços, foram analisados nove indicadores, entre eles, a oferta de serviços de internet banda larga e o saldo de empregos municípios com mais de 100 mil habitantes.

Em 2021, a consultoria também avaliou o ritmo de vacinação e taxa de letalidade da covid-19 em cada um dos municípios, no dia 15 de outubro, para uma fotografia de comparação.

Acompanhe tudo sobre:cidades-brasileirasInfraestruturaMercado LivreServiços

Mais de Brasil

Lula diz que Juscelino Filho, ministro indiciado pela PF, tem 'direito de provar que é inocente'

Inmet alerta para baixa umidade no Centro-Oeste e Sudeste; chuvas devem voltar no RS na sexta-feira

Letrus recebe R$ 5 milhões do governo dos EUA para estudo sobre IA na educação

Câmara aprova projeto que cria cadastro nacional de condenados por violência contra a mulher

Mais na Exame