Acompanhe:

Os sindicatos dos funcionários do Metrô, CPTM e da Sabesp realizaram na terça-feira, 28, uma greve unificada contra os projetos de privatização e concessão em discussão pelo governo Tarcísio de Freitas. Os servidores prometem fazer uma manifestação às 15h na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) contra a discussão da desestatização da Sabesp.

A greve durou 24 horas. Em resposta à EXAME, os sindicatos dos metroviários e ferroviários afirmaram que não vão realizar novas assembleias para discutir a continuidade do movimento e que a paralisação terminaria às 23h59 desta terça-feira.

Com a decisão, as linhas 1-azul, 2-verde, 3-vermelha e 15-prata funcionam normalmente nesta quarta-feira. Na CPTM, as linhas 7-rubi, 10-turquesa, 11-coral, 12-safira e 13-jade também operam hoje. Na terça-feira, o transporte entre trilhos do estado funciona de forma parcial ou totalmente fechado. 

A paralisação conjunta provocou grande impacto na capital, que registrou nas primeiras horas do dia mais de 600 km de lentidão. O rodízio foi suspenso, a frota de ônibus foi reforçada e as administrações estadual e municipal decretaram ponto facultativo. Apenas as creches, escolas e postos de saúde funcionam. 

Reação de Tarcísio

O governo de São Paulo, Tarcísio de Freitas, afirmou em entrevista coletiva nesta manhã que vai seguir com os projetos de privatização e concessão mesmo com a paralisação que classificou como ilegal.  "Lamento dizer, mas nós não vamos deixar de trabalhar, não vamos deixar de cumprir aquilo que nós nos programamos a fazer. Não adianta fazer greve, não tem o que ser negociado, não tem acordo, o governo vai continuar a fazer desestatizações e eles vão continuar discordando", disse.

O governador acrescentou ainda que a paralisação dá mais "convicção e força" para o estado seguir com o seu plano de governo. "Mais um dia de greve, mais um dia de sofrimento para a população, para o que? Chegar em lugar nenhum", acrescentou.

Vai ter greve do Metrô hoje?

Não. As linhas do Metrô e CPTM vão funcionar normalmente na quarta-feira. Os sindicatos confirmaram a informação à EXAME e em entrevista coletiva na tarde desta terça-feira. Os servidores realizaram uma manifestação em frente à Alesp.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Helicóptero cai em Barueri, na Grande SP, e deixa ao menos sete feridos; veja vídeo
Brasil

Helicóptero cai em Barueri, na Grande SP, e deixa ao menos sete feridos; veja vídeo

Há 3 horas

Em Haia, Brasil critica Israel por 'anexação ilegal e inaceitável' de territórios palestinos
Brasil

Em Haia, Brasil critica Israel por 'anexação ilegal e inaceitável' de territórios palestinos

Há 3 horas

Dino discursa no Senado antes de assumir no STF: 'Não há caminho para o Brasil fora da política’
Brasil

Dino discursa no Senado antes de assumir no STF: 'Não há caminho para o Brasil fora da política’

Há 4 horas

Governo de SP promete alfabetizar 90% das crianças com 7 anos até 2026
Brasil

Governo de SP promete alfabetizar 90% das crianças com 7 anos até 2026

Há 4 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais