Brasil

Alerta no RS: Guaíba sobe quase meio metro em 24h e pode atingir nível recorde

No dia mais crítico desde que as enchentes começaram, o Guaíba chegou aos 5,33 metros. Agora, pode chegar aos 5,40 metros

Chuvas no RS: Guaíba pode atingir nível recorde (Secretaria de Cultura do Estado do Rio Grande do Sul (SEDAC)/Divulgação)

Chuvas no RS: Guaíba pode atingir nível recorde (Secretaria de Cultura do Estado do Rio Grande do Sul (SEDAC)/Divulgação)

Rebecca Crepaldi
Rebecca Crepaldi

Repórter de finanças

Publicado em 14 de maio de 2024 às 09h41.

Última atualização em 14 de maio de 2024 às 09h49.

Tudo sobreEnchentes no RS
Saiba mais

As fortes chuvas que atingem novamente o Rio Grande do Sul (RS) desde sexta-feira, 10, já fazem o lago Guaíba, que banha a capital Porto Alegre, subir a níveis críticos. Em 24 horas, o nível do rio subiu quase meio metro. Às 8h de segunda, 13, o nível do lago era de 4,80 metros. No mesmo horário desta manhã, o nível esta em 5,21 metros segundo dados da Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura do RS, em parceria com o Serviço Geológico do Brasil (SGB).

A previsão é que o Guaíba chegue a 5,40 metros ainda nesta terça, o que seria o maior nível já registrado. O recorde é do dia 6 de maio, quando toda a catástrofe começou, e o lago atingiu o nível de 5,33 metros segundo o IPH (Instituto de Pesquisas Hidráulicas) da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul). Para se ter ideia, o nível de alerta do lago é 2,5 metros e o de inundação é 3 metros.

"O nível do Guaíba mostrou estabilidade nas últimas duas horas, porém é esperado que volte a subir ao longo do dia devido à chegada do pico da cheia do Taquari. Isso significa que o Guaíba possivelmente irá ultrapassar os níveis da cheia da semana passada. Quanto à Lagoa dos Patos, ela continua com níveis elevados, mas se observa um comportamento de estabilidade, tendendo para declínio lento dependendo da região", informou a Defesa Civil.

Por conta disso, a cidade já se vê em uma corrida contra o tempo para erguer barreiras contra a água. Isso porque, caso o lago Guaíba atinja esses níveis alarmantes, as inundações podem chegar a regiões que não foram alagadas. Também vale destacar que seguem as buscas por moradores que ainda estão em áreas de risco, o que atrapalharia os resgates.

As enchentes já causaram 147 mortes, 806 feridos e 125 pessoas ainda estão desaparecidas. Ao todo, mais de 2,1 milhões de pessoas em 450 municípios foram afetadas. A tragédia climática deixou 538.545 desalojados, sendo que 76.884 estão em abrigos. Em relação aos resgates, 76.483 pessoas e 11.002 animais foram resgatados.

Como receber o alerta da Defesa Civil do RS?

Para reforçar as medidas de prevenção, as pessoas podem se inscrever e receber alertas meteorológicos da Defesa Civil estadual. Basta enviar o CEP da localidade por SMS para o número 40199. Após isso, uma confirmação será enviada, habilitando o número para receber as informações sempre que forem emitidas.

Além disso, é possível se cadastrar por meio do aplicativo WhatsApp. Para utilizar o serviço, é necessário se registrar pelo telefone (61) 2034-4611 ou clicando no link fornecido. Em seguida, basta interagir com o robô de atendimento enviando uma mensagem simples como "Oi". Após essa primeira interação, o usuário pode compartilhar sua localização atual ou qualquer outra de seu interesse para começar a receber as mensagens enviadas pela Defesa Civil estadual.

Leia mais

Acompanhe tudo sobre:Rio Grande do SulChuvasEnchentes no RS

Mais de Brasil

Rio quer atrair investimentos da Arábia Saudita e criar hub para Data Centers - inclusive submarinos

Microexplosão atinge município gaúcho de São Luiz Gonzaga

Combate ao fogo no Parque de Itatiaia continua, sem previsão de fim

Porto Alegre: linhas de ônibus atenderão novas localidades na segunda

Mais na Exame