A página inicial está de cara nova Experimentar close button
Conheça o beta do novo site da Exame clicando neste botão.

DO 1 AOS 10: Como e quando contratar colaboradores?

Se você está naquele dilema: “Cresço ou não cresço?”  “Contrato ou não contrato?”, respira fundo e fica comigo até o final deste texto

Eu nunca tive sócios. Comecei sozinha com uma colher de pau pra fazer o foco na câmera e contratei minha primeira funcionária seis meses depois de ter meu primeiro cliente fixo. Seis anos depois, a Me Poupe! está chegando aos 100 colaboradores espalhados por todo Brasil.

Se você está naquele dilema: “Cresço ou não cresço?”  “Contrato ou não contrato?”, respira fundo e fica comigo até o final deste texto. Vou me dedicar o máximo que couber nessas linhas para te dar respostas satisfatórias.

A primeira coisa que você precisa se preocupar em responder é:

Qual é a sua maior contribuição para a sua empresa?

Caso você tenha uma sociedade com outras pessoas é importante que todos respondam a essa pergunta.

Sejam específicos, não abrangentes. Por exemplo: Joana é artesã e decidiu vender seus produtos em um E-Commerce, para expandir a clientela. Ela é criativa e domina a arte de fazer bolsas de crochê como ninguém. Por outro lado, ela não entende nada de mídias sociais, não tem traquejo para campanhas de mídia e se precisar cuidar da administração de contas a pagar e receber, vai morrer de fome.

Joana não pode e não precisa fazer tudo isso. Mas é importante que ela tenha consciência sobre o que ela não domina para que consiga encontrar quem faça isso por ela.

Jamais passe para o próximo passo sem antes responder esse primeiro:

Qual é a sua maior contribuição para o seu pequeno-grande negócio?

Segundo passo:

Aqui na Me Poupe! nós aprendemos na base da dor que as pessoas vem primeiro, o resultado vem depois. Já tentamos  colocar projetos audaciosos na rua sem antes checar se tínhamos a capacidade de execução dentro de casa. Entregamos o que precisava ser entregue com excelência, é verdade, mas foi um processo ultra doloroso e demorado para todos os envolvidos.

Dito isso, minha recomendação é que primeiro você traga pessoas excelentes e capazes de assumir o desafio. Se você não tem dinheiro para trazê-las, remunere por resultado ou participação na empresa. No mundo de hoje sobrevive quem empreende e corre riscos. Nesse caso, o risco é dos dois.

Atenção: Poucas pessoas estão dispostas a correr riscos, mas no início de um negócio você precisa de alguém que compre as suas batalhas e não espere respostas prontas. Aliás, essas são as pessoas que vão te acompanhar por muito tempo.

Passo 3: Alavancas.

Eu sou apaixonada pelo conceito de alavancas. Graças a elas erguemos construções monumentais como as pirâmides do Egito e sem elas não existem negócios promissores.

Dentro de uma pequena empresa as principais alavancas são:

  • Produtos ou serviços excelentes
  • Organização financeira
  • Clientes que recomendam a sua marca
  • Conversão de vendas
  • Dados

Explico por que acredito nessas 5 alavancas.

Sem produtos ou serviços excelentes você até consegue vender uma vez mas dificilmente vai garantir a recompra ou a recomendação daquele cliente.

Sem organização financeira seu negócio andará no escuro e você não vai saber pra onde tá indo o dinheiro e se ele está indo para o lugar certo.

Seus clientes são seus patrões. Sem clientes não tem empresa.

No fim do dia o que importa para uma empresa de qualquer tamanho é o quanto ela foi capaz de converter e reter os clientes, oferecendo um produto ou serviço de extremo valor. Quanto mais pessoas compram, mais valor é gerado, mais você vende e mais dinheiro seu negócio ganha.

Se você não pode medir, você não consegue melhorar. Extrair dados de tudo o que você faz é essencial para melhorar o seu negócio diariamente.

“Mas Nath, e quando é que eu contrato, então?”

É aí que eu quero chegar!

Não se trata de quando e sim de quem. Essas alavancas são fundamentais para o seu negócio crescer de forma sustentável.

O passo 4

Agir!

Escolha uma alavanca para o seu negócio, aquela que você acredita que vai fazer mais diferença no curto prazo, e faça a sua opção:  Ser a pessoa que vai tomar conta dessa alavanca ou trazer quem faça isso.

Dica:

De todas as alavancas existe uma que você deveria dar atenção antes de escolher qualquer outra: Dados!

Indicadores serão seus melhores amigos nos bons e nos maus momentos. Imagine como seria a sua vida se não existisse a previsão do tempo ou o relógio… hoje eu não imagino a minha vida sem indicadores de negócio.

Se você acha que esse artigo pode ajudar mais alguém, compartilhe! Eu vou ficar feliz em saber que ele foi útil  ;)

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também