• AALR3 R$ 20,13 -0.20
  • AAPL34 R$ 68,52 1.72
  • ABCB4 R$ 16,65 0.79
  • ABEV3 R$ 14,21 1.21
  • AERI3 R$ 3,75 5.04
  • AESB3 R$ 10,92 0.74
  • AGRO3 R$ 31,36 0.58
  • ALPA4 R$ 22,15 4.04
  • ALSO3 R$ 18,85 -0.79
  • ALUP11 R$ 26,51 -2.07
  • AMAR3 R$ 2,58 1.57
  • AMBP3 R$ 32,48 4.47
  • AMER3 R$ 21,50 -1.78
  • AMZO34 R$ 3,43 5.09
  • ANIM3 R$ 5,66 3.47
  • ARZZ3 R$ 81,38 2.42
  • ASAI3 R$ 16,30 3.69
  • AZUL4 R$ 20,95 4.38
  • B3SA3 R$ 12,43 4.37
  • BBAS3 R$ 37,45 -0.32
  • AALR3 R$ 20,13 -0.20
  • AAPL34 R$ 68,52 1.72
  • ABCB4 R$ 16,65 0.79
  • ABEV3 R$ 14,21 1.21
  • AERI3 R$ 3,75 5.04
  • AESB3 R$ 10,92 0.74
  • AGRO3 R$ 31,36 0.58
  • ALPA4 R$ 22,15 4.04
  • ALSO3 R$ 18,85 -0.79
  • ALUP11 R$ 26,51 -2.07
  • AMAR3 R$ 2,58 1.57
  • AMBP3 R$ 32,48 4.47
  • AMER3 R$ 21,50 -1.78
  • AMZO34 R$ 3,43 5.09
  • ANIM3 R$ 5,66 3.47
  • ARZZ3 R$ 81,38 2.42
  • ASAI3 R$ 16,30 3.69
  • AZUL4 R$ 20,95 4.38
  • B3SA3 R$ 12,43 4.37
  • BBAS3 R$ 37,45 -0.32
Abra sua conta no BTG

Safra 2022 alcançará recorde de 258,9 milhões de toneladas, diz IBGE

O resultado, porém, é 2,7 milhões de toneladas menor que o previsto no levantamento anterior, de fevereiro, um recuo de 1,0%
 (Exame/Alexis Prappas)
(Exame/Alexis Prappas)
Por Estadão ConteúdoPublicado em 07/04/2022 21:28 | Última atualização em 07/04/2022 21:28Tempo de Leitura: 2 min de leitura

A safra agrícola de 2022 deve totalizar um recorde de 258,9 milhões de toneladas, 5,7 milhões de toneladas a mais que o desempenho de 2021, um aumento de 2,3%. Os dados são do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) de março, divulgado nesta quinta-feira, 7, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O resultado, porém, é 2,7 milhões de toneladas menor que o previsto no levantamento anterior, de fevereiro, um recuo de 1,0%.

Também segundo o IBGE, os produtores brasileiros devem colher 71,8 milhões de hectares na safra agrícola de 2022, uma elevação de 4,7% em relação à área colhida em 2021.

Em relação à estimativa de fevereiro, a área a ser colhida cresceu 0,8%, ou 555,6 mil hectares a mais.

O arroz, o milho e a soja são os três principais produtos da safra que, somados, representam 92,2% da estimativa da produção e 87,7% da área a ser colhida.

Em comparação com 2021, houve acréscimos de 8,3% na área a ser colhida de milho (alta de 6,9% na primeira safra do grão e de 8 8% na segunda safra), de 11,1% na área do algodão herbáceo e de 3,8% na da soja.

Na direção oposta, houve recuo na expectativa de área colhida de arroz (-1,2%) e de trigo (-2,9%).