EXAME Agro

Exportações brasileiras de ovos ultrapassam receita de US$ 52 milhões em 2023

De janeiro a agosto, segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal, as vendas externas totalizaram 21,119 mil toneladas

 (Germano Lüders/Exame)

(Germano Lüders/Exame)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 15 de setembro de 2023 às 17h43.

Última atualização em 15 de setembro de 2023 às 19h17.

As exportações brasileiras de ovos, entre janeiro e agosto, chegaram a uma receita de US$ 52,380 milhões, resultado 222% superior ao registrado no mesmo período de 2022, segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

Nos oito meses do ano, as vendas externas dos ovos, tanto in natura quanto processados, totalizaram 21,119 mil toneladas, número 178,5% maior que o registrado no mesmo período de 2022.

Apenas em agosto, as exportações totalizaram 2,148 mil toneladas. No mês, a receita chegou a US$ 5,114 milhões, alta chega a 241,3%, ante US$ 1,499 milhão em agosto do ano anterior.

Do Brasil para o mundo

Principal destino das exportações de ovos do Brasil, o Japão importou 9,212 mil toneladas entre janeiro e agosto, número 1.164% maior que o volume embarcado no mesmo período do ano anterior. Taiwan, com 5,387 mil toneladas, e Chile, com 1,791 mil toneladas, completam a lista de principais importadores.

“As exportações de ovos vêm gerando receitas importantes para as empresas do setor de ovos, que têm investido significativamente na participação em mercados de alto valor agregado. É o caso do Japão e de Taiwan, que assumiram neste ano a liderança entre os principais importadores do setor”, analisa o presidente da ABPA, Ricardo Santin.

Acompanhe tudo sobre:ProteínasAgropecuária

Mais de EXAME Agro

Com 4,4 mi de sacas, exportação de café brasileiro bate recorde em maio

Coreia do Sul abre mercado para carne processada de suínos do Brasil

Opinião: Futuro inquietante, presente promissor

Como ler os rótulos dos alimentos

Mais na Exame