Mercado avalia impactos da possível soltura de Lula

Ibovespa abriu o dia em forte queda após decisão do STF sobre condenados em segunda instância

São Paulo – O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que condenados em segunda instância só poderão ser presos depois do trânsito em julgado, o que abre uma brecha para a soltura do ex-presidente Lula da prisão. O Ibovespa iniciou o pregão em forte baixa, em dia de correção e uma nova leva de balanços, com índices no exterior abrindo no azul. Os investidores avaliam as possíveis consequências da liberdade de Lula. Saiba mais no Direto da Bolsa.

Notícias sobre
Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.