Com atraso, Zoom lança criptografia de ponta a ponta no aplicativo

Recurso era um dos mais aguardados e garante mais segurança às chamadas de vídeo feitas na plataforma
Zoom: empresa foi um das que mais cresceu durante a pandemia do novo coronavírus (NurPhoto/Getty Images)
Zoom: empresa foi um das que mais cresceu durante a pandemia do novo coronavírus (NurPhoto/Getty Images)
R
Rodrigo Loureiro

Publicado em 27/10/2020 às 11:24.

Última atualização em 27/10/2020 às 11:26.

Quase quatro meses após anunciar que iria aumentar a segurança do seu aplicativo de conversas de vídeo, a Zoom Video Communications finalmente está incorporando a criptografia de ponta a ponta em sua plataforma. A profissão mais valorizada na pandemia? Vire um “dev” com o curso de data science e Python da EXAME.

Na prática, o recurso adiciona uma camada extra de privacidade às conversas pelo app, que passam a ser criptografadas quando deixam o emissor da mensagem e só são decodificadas quando chegam ao receptor. Desta forma, mesmo que a troca de informações seja interceptada, a mensagem ainda estará protegida por uma camada de criptografia.

Alguns rivais da Zoom no mercado de aplicativos de mensagens já fazem uso deste recurso, em especial o WhatsApp e o Telegram. Já o Google Meet, por sua vez, não oferta a criptografia de ponta a ponta para seus usuários, conforme reportado pela empresa de segurança digital AVG.

O Zoom foi duramente criticado após declarações de que a criptografia de ponta a ponta não seria oferecida para usuários gratuitos do aplicativo (e que contam com funções limitadas). Na época, Eric Yuan, CEO da empresa, afirmou que a medida visava permitir que a companhia trabalhasse em conjunto com órgãos de segurança, como o FBI.

O que muda

Por ora, apenas alguns usuários selecionados pela empresa vão podem ativar a funcionalidade. A tendência é de que o recurso de criptografia E2EEE seja implementado para toda a base de usuários da plataforma nos próximos meses. Por enquanto as chamadas continuam protegidas por um padrão de criptografia inferior, o AES de 256-bit.

Aumentar a segurança do aplicativo não é uma tarefa fácil. Tanto que alguns sacríficos terão que ser feitos. As chamadas criptografadas ponta a ponta não permitem que a criação de votações, gravações de chamadas em servidores online (na nuvem) e nem o convite para que outras pessoas atendam chamadas antes do organizador.

O Zoom foi uma das empresas que mais cresceu durante a pandemia do novo coronavírus. As ações da empresa já subiram 660% desde o começo do ano, o que fez a companhia atingir valor de mercado de 147 bilhões de dólares. Em abril deste ano, a companhia informou ter 300 milhões de usuários diários na plataforma.