Tecnologia

YouTube vai exibir textos da Wikipedia para combater fraudes

Plataforma pretende apresentar um ponto de vista alternativo aos vídeos que questionam a ciência ou descrevem conspirações

Youtube: autoridades e grupos de defesa da mídia convocaram o site para ajudar a impedir a propagação de notícias falsas (Jason Alden/Bloomberg)

Youtube: autoridades e grupos de defesa da mídia convocaram o site para ajudar a impedir a propagação de notícias falsas (Jason Alden/Bloomberg)

R

Reuters

Publicado em 14 de março de 2018 às 15h47.

San Francisco - O YouTube começará a exibir textos de artigos da Wikipedia e outros sites ao lado de alguns vídeos dentro de poucas semanas, como esforço da unidade do Google, da Alphabet, de combater fraudes e teorias de conspiração no serviço, disse a presidente-executiva na terça-feira.

Durante o discurso na conferência South by Southwest em Astin, Texas, Susan Wojcicki mostrou um modelo do novo recurso, chamado de sugestões de informação.

O YouTube pretende apresentar um ponto de vista alternativo aos vídeos que questionam a ciência ou descrevem conspirações sobre eventos como o pouso norte-americano na lua. Ela disse que as sugestões de informações seriam lançadas primeiramente para os tópicos que possuem um número significativo de vídeos no YouTube.

"As pessoas ainda podem assistir aos vídeos mas então elas têm acesso a informações adicionais, é só clicar e ver isso", disse Wojcicki.

Autoridades e grupos de defesa da mídia convocaram o YouTube para ajudar a impedir a propagação de notícias falsas e embustes. No ano passado, a empresa ajustou seus algoritmos para promover o que descreveu como fontes confiáveis.

Embora os vídeos de música e jogos sejam muito mais populares no YouTube, a empresa decidiu tornar prioridade máxima neste ano abordar as críticas envolvendo notícias e vídeos científicos.

Acompanhe tudo sobre:GoogleInternetVídeosWikipediaYouTube

Mais de Tecnologia

Instagram está implementando 'live' apenas para melhores amigos

Vício em TikTok? O que é 'brainrot' e por que o termo está tão em alta

Mais 168 cidades podem ter internet 5G a partir de sexta-feira; veja a lista

Carros autônomos: os robotáxis começam a virar realidade para a Waymo, do Google

Mais na Exame