Acompanhe:

Rock In Rio terá árvores de energia solar para recarregar celular

Tecnologia mineira equipa postes com formatos de árvores que serão hubs de conectividade no festival

Modo escuro

Continua após a publicidade
OPTree: árvore artificial tem folhas com paineis fotovoltaicos  (Sunew/Divulgação)

OPTree: árvore artificial tem folhas com paineis fotovoltaicos (Sunew/Divulgação)

L
Lucas Agrela

Publicado em 11 de julho de 2017 às, 11h35.

Última atualização em 11 de julho de 2017 às, 13h44.

São Paulo – Se você vai ao Rock In Rio, o festival musical que acontece em setembro, a bateria do seu celular poderá ser recarregada–gratuitamente–com energia solar graças a uma tecnologia desenvolvida em Belo Horizonte (Minas Gerais).

Cinco postes, com formato de árvores, serão instalados nas dependências do evento para permitir que 10 aparelhos por vez sejam recarregados.

As árvores chamadas OPTrees, criadas pela Sunew, também servem para proteger os participantes do sol e elas têm amplos bancos para que o público possa descansar entre as apresentações musicais.

O mobiliário será fabricado em parceria com a Metalco do Brasil e chega ao Rock In Rio em parceria com o projeto de sustentabilidade Amazônia Live, que promove ações para minimizar o impacto ambiental do desmatamento da Amazônia.

O filme fotovoltaico que capta energia solar fica nas folhas da árvore artificial e uma bateria dentro dela armazena a carga que é passada aos smartphones dos participantes do festival.

Tiago Alves, CEO do CSEM Brasil (centro privado de pesquisa aplicada e sem fins lucrativos)–do qual a Sunew faz parte–,conta que o painel fotovoltaico orgânico usado na OPTree tem impacto ambiental menor do que suas alternativas, que são baseadas em silício. "A pegada de carbono é 20 vezes menor", afirmou Alvez, em entrevista a EXAME.com.

Folhas-OptTree

- (Sunew/CSEM/Divulgação)

O CEO conta que negocia com prefeituras e organizações para implementar a membrana de captação de energia solar em locais públicos, como em parques ou bicicletários. A ideia é usar a energia solar para viabilizar o funcionamento de roteadores Wi-Fi, câmeras de segurança, iluminação e hubs de recarga de bateria de celulares.

Alves reforça que o uso de materiais orgânicos nas membranas de captação também permite a criação de produtos com bom design, como é o caso da árvore.

Além de marcar presença no Rock In Rio 2017, a OPTree está em exibição como parte da exposição Inovanças – Criações à Brasileira, do Museu do Amanhã, no Rio, que está em cartaz até outubro deste ano.

Últimas Notícias

Ver mais
Critérios climáticos devem pautar 45% dos financiamentos até 2030, prevê Banco Mundial
ESG

Critérios climáticos devem pautar 45% dos financiamentos até 2030, prevê Banco Mundial

Há 3 dias

Startup chinesa Nio se une à China Southern Power Grid para construir rede de troca de bateria
Tecnologia

Startup chinesa Nio se une à China Southern Power Grid para construir rede de troca de bateria

Há 3 dias

Transição energética: BNDES e MME anunciam fundo de R$ 1 bi para mineração
ESG

Transição energética: BNDES e MME anunciam fundo de R$ 1 bi para mineração

Há 4 dias

O crescente protagonismo da pauta energética no Poder Legislativo
Brasil

O crescente protagonismo da pauta energética no Poder Legislativo

Há 4 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais