Tecnologia

Polícia belga agradece por invasão de gatos na internet

Os belgas responderam à ordem das autoridades de não divulgarem nas redes sociais informações sobre as operações antiterroristas em andamento


	Fotos de gatos: autoridades pediram aos meios de comunicação e aos internautas para não divulgar informações sobre operações antiterroristas
 (Vyacheslav Oseledko/AFP)

Fotos de gatos: autoridades pediram aos meios de comunicação e aos internautas para não divulgar informações sobre operações antiterroristas (Vyacheslav Oseledko/AFP)

DR

Da Redação

Publicado em 23 de novembro de 2015 às 10h44.

A polícia federal belga respondeu nesta segunda-feira com bom humor à publicação em massa de fotos de gatos na internet na noite deste domingo, depois que pediu que as redes sociais não divulgassem as operações antiterroristas em curso.

"A todos os gatos que nos ajudaram ontem à noite... sirvam-se! #BrusselsLockdown", escreveu a polícia em seu Twitter, onde o texto foi acompanhador por uma foto de um pote de metal repleto de ração.

Os belgas responderam à ordem das autoridades de não divulgarem nas redes sociais informações sobre as operações antiterroristas em andamento. Ao invés disso, invadiram a internet com gatos.

Um site de humor, o NordPresse, lançou o movimento em meados da semana passada criando a personagem "Abu Miau", um gato com um cinturão de explosivos apresentado como o verdadeiro autor dos atentados de 13 de novembro em Paris.

Quando na noite de domingo as autoridades pediram aos meios de comunicação e aos internautas que se abstivessem de divulgar informações sobre as operações em vários bairros de Bruxelas e Charleroi (sul), os belgas inundaram a tuitosfera com imagens de felinos.

Ao invés de descrever o que viam de suas janelas, usaram a hashtag #BrusselsLockdown (#BruxelasIsolada) na qual se concentrava as conversas sobre o alerta máximo vigente na capital para divulgar fotomontagens de gatos.

"Acho que em uma hora vi mais #lolcats que em toda minha vida", escreveu em seu Twitter @mateusz, um especialista em redes sociais, Mateusz Kukulka.

Segundo ele, foi uma câmera de TV holandesa NOS, @Hoguhugo, que teve a ideia.

Acompanhe tudo sobre:GatosInternetPolícia FederalTerrorismo

Mais de Tecnologia

Elon Musk confirma terceiro filho com funcionária da Neuralink Shivon Zilis

Na era do vício digital, a abstinência e a liberdade de 24 horas sem WhatsApp

Agora todos poderão ver o que você comenta em um story do Instagram; saiba como

Boeing Starliner tem retorno à Terra adiado pela segunda vez

Mais na Exame