Acompanhe:

O Japão está se posicionando contra as políticas restritivas de empresas como Apple e Google em lojas de aplicativos apps de pagamentos, buscas, navegadores e sistemas operacionais.

Segundo informações do Nikkei Asia, está em desenvolvimento uma legislação que visa limitar práticas que mantêm os usuários dentro dos ecossistemas e impede concorrentes de ofertarem preços e taxas diferentes. A expectativa é que essa proposta chegue ao parlamento japonês em 2024.

Essa medida japonesa se assemelha ao DMA1 da União Europeia e foca em empresas que atingem certos limiares de vendas e usuários. Sua aplicação afetará principalmente as grandes multinacionais, enquanto a maioria das empresas japonesas provavelmente não será afetada.

Um dos principais alvos da legislação é a Apple, especificamente sua App Store. As novas regras forçariam a inclusão de lojas de pagamento externas e sistemas de terceiros no iOS, um processo conhecido como sideloading. Isso poderia diminuir a receita da Apple oriunda de pagamentos em aplicativos.

Além disso, o governo japonês espera que empresas locais possam gerenciar lojas de aplicativos e jogos para dispositivos iOS, potencialmente oferecendo taxas mais competitivas do que as atuais praticadas pela Apple e pelo Google. Isso poderia, direta ou indiretamente, beneficiar os consumidores.

Para garantir a adesão a estas novas regras, o governo planeja impor multas às empresas que as violarem. As penalidades devem ser baseadas na lei antitruste existente no país, que geralmente estipula multas de até 6% da receita obtida com as atividades que infringem a lei.

Essa ação do Japão reforça uma tendência global de governos buscando regular o poder de gigantes da tecnologia, em um esforço para estimular maior concorrência e, possivelmente, trazer vantagens para os consumidores. O resultado será um mercado mais fragmentado, que pode dar o tom de como as inovações serão propostas em cada região do globo.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Pulga atrás da orelha: minha experiência com o Vision Pro, da Apple
Tecnologia

Pulga atrás da orelha: minha experiência com o Vision Pro, da Apple

Há 8 horas

Em Santa Catarina, médico leva Apple Vision Pro para ser usado em cirurgia ortopédica
Tecnologia

Em Santa Catarina, médico leva Apple Vision Pro para ser usado em cirurgia ortopédica

Há 13 horas

Apple retira WhatsApp e Telegram do mercado da China
Tecnologia

Apple retira WhatsApp e Telegram do mercado da China

Há 2 dias

Apple quer reformular Macbooks com chips projetados para inteligência artificial
Inteligência Artificial

Apple quer reformular Macbooks com chips projetados para inteligência artificial

Há uma semana

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais