Funcionários dos estoques da Amazon ganham 'quartinho da saúde mental'

Trata-se de uma pequena cabine onde é possível assistir vídeos que ensinam técnicas de concentração e relaxamento

Na distopia futurista THX1138 (1971), do diretor George Lucas, a população, que é controlada por uma organização secreta, frequentemente precisa entrar em pequenas salas para se consultarem com uma espécie de mestre político e religioso. Ali dentro, tomam orientações e medicamentos que as ajudam a controlar as emoções e seguir com a vida.

Roteiros de ficção científica costumam prever tecnologias que mais tarde se tornam rotineiras. Foi assim com a inteligência artificial, com os carros autônomos, com os smartphones, todas essas inovações imaginadas previamente em livros e no cinema. Agora, o controle emocional dentro de pequenos quartos está estranhamente ganhando forma, nesse caso, a "inovação" chegou pela Amazon.

A solução da empresa é uma tentativa de ajudar seus funcionários dos centros de distribuição que frequentemente relatam sofrer de desgaste emocional enquanto encaram exaustivas cargas de trabalho. Chamada de “ZenBooth” ou “Mindful Practice Room,” algo como sala de concentração, em tradução para o português, trata-se de um ambiente que deve ser usado individualmente para relaxar.

THX 1138 (1971), de George Lucas. A cena no filme THX 1138 onde o protagonista utiliza a sala de relaxamento que lembra a da Amazon

A cena no filme THX 1138 onde o protagonista utiliza a sala de relaxamento que lembra a da Amazon (/)

O espaço faz parte do programa WorkingWell, recentemente lançado da Amazon, que visa fornecer aos funcionários cansados “atividades físicas e mentais, exercícios de bem-estar e alimentação saudável ”com o objetivo de “ajudá-los a recarregar e reenergizar”, de acordo com um comunicado da empresa. Na minúscula sala, "quiosques interativos individuais" exibem vídeos de "meditações guiadas, afirmações positivas, cenas calmantes com sons e muito mais".

Em um vídeo publicado no Twitter na quarta-feira, 26, mas que foi excluído pela Amazon, é possível ver a caixa colocada no meio de um dos depósitos da empresa. Dentro, há uma pequena mesa com um único monitor, algumas prateleiras com plantas, um pequeno ventilador, tudo pensado para que o trabalhador volte renovado para continuar, em alguns casos, o turno de 10 horas de trabalho.

A funcionária da Amazon Leila Brown, que ajudou a criar o ZenBooth como parte da iniciativa de saúde mental da WorkingWell, AmaZen, diz no vídeo que a intenção era “criar um espaço tranquilo” onde “as pessoas pudessem ir e se concentrar em seu bem-estar mental e emocional" — o filme de George Lucas não era uma referência.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também