Tecnologia

Foto íntima de Murilo Rosa e Fernanda Tavares vaza na web

Segundo Ricardo Brajterman, advogado de Murilo, uma pessoa não identificada alega ter obtido várias imagens íntimas do casal e ameaça publicá-las todas na internet

EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

DR

Da Redação

Publicado em 19 de março de 2013 às 17h14.

São Paulo - O ator Murilo Rosa, que interpreta o vilão Élcio na novela Salve Jorge, teve uma foto em que aparece em momento íntimo com sua esposa, Fernanda Tavares, publicada na web. De acordo com Rosa, um criminoso o contatou por mensagem de texto ameaçando publicar novas imagens na internet.

O caso é tratado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro como tentativa de extorsão e chantagem. Segundo Ricardo Brajterman, advogado de Murilo, uma pessoa não identificada alega ter obtido várias imagens íntimas do casal e ameaça publicá-las todas na internet. Para provar que, de fato, possui fotos do casal, o criminoso publicou uma única foto e Murilo Rosa e Fernanda Tavares na web e pediu dinheiro para não vazar mais imagens na rede.

O primeiro contato do criminoso com Murilo aconteceu na última sexta-feira (15), data em que uma foto íntima do casal foi publicada num site de imagens. No mesmo dia, Murilo e seu advogado solicitaram a remoção da imagem do ar. De acordo com Brajterman, a ação rápida impediu que a foto fosse replicada em outros serviços e evitou uma exposição mais grave da intimidade do casal.

O caso foi registrado na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), no Rio de Janeiro, a mesma que investigou e prendeu crackers que furtaram, em maio de 2012, imagens do computador da atriz Carolina Dieckmann e tentaram chantagear a atriz antes de publicar suas fotos na web.


De acordo com Brajterman, a polícia trabalha para identificar quem obteve a foto do casal, enviou um SMS a Murilo e, depois, publicou uma imagem na web. O advogado diz que seu cliente não tem ideia de como a foto que vazou na web foi obtida pelo criminoso e não sabe precisar se há mais imagens íntimas que podem estar nas mãos do criminoso que o contatou.

O furto e a exposição de imagens íntimas de pessoas famosas levou o Congresso Nacional a aprovar, em dezembro do ano passado, uma nova lei que tipifica o crime de furto de imagens protegidas.

Caso seja identificado e levado a julgamento, a pessoa que obteve as imagens de Murilo e tentou chantagear o ator, no entanto, poderá ser enquadrada na nova lei, que prevê pena de até dois anos de cadeia pelo crime de furto de imagem privada, além de responder a acusações de tentativa de extorsão.

Acompanhe tudo sobre:#failcrimes-digitaisHackersseguranca-digital

Mais de Tecnologia

Alexa, da Amazon, pode subir preço em versão mais inteligente para competir com ChatGPT

CEO da Nvidia ganha US$ 7,6 bilhões em um só dia

Muito tempo no celular? Veja dicas para diminuir seu tempo de tela

Dez anos de Spotify no Brasil: o app que extinguiu a pirataria e virou sinônimo de música

Mais na Exame