EUA divulga plano para investir US$ 50 bi em indústria de semicondutores

O dinheiro ficará disponível por meio de concessões ou acordos de cooperação
Cerca de US$ 28 bilhões do montante serão usados para estabelecer fabricação interna destes chips (Wikimedia Commons/Wikimedia Commons)
Cerca de US$ 28 bilhões do montante serão usados para estabelecer fabricação interna destes chips (Wikimedia Commons/Wikimedia Commons)
E
Estadão Conteúdo

Publicado em 06/09/2022 às 11:47.

Última atualização em 06/09/2022 às 11:47.

O Departamento do Comércio dos Estados Unidos divulgou na manhã desta terça-feira, 6, seu plano para investir os US$ 50 bilhões destinados pelo "CHIPS and Science Act" - lei sancionada em agosto - à indústria de semicondutores no país.

Cerca de US$ 28 bilhões do montante serão usados para estabelecer fabricação interna destes chips, utilizados em todos os produtos que contém ao menos um circuito elétrico em sua composição. O dinheiro ficará disponível por meio de concessões ou acordos de cooperação, diz o comunicado da pasta.

A estratégia também visa aumentar a capacidade produtiva de fábricas que vendem para setores "críticos", como automobilístico, tecnologia da informação e comunicação e dispositivos médicos. Por volta de US$ 10 milhões serão destinados a este fim.

Por fim, US$ 11 milhões irão para "iniciativas para fortalecer a liderança dos EUA em pesquisa e desenvolvimento" no setor de semicondutores, segundo o Departamento.

O comunicado ainda coloca como objetivos dos repasses "aumentar a escala e atrair capital privado", "aproveitar colaborações para construir ecossistemas de semicondutores", "estabelecer uma cadeia de suprimentos de semicondutores segura e resistente", entre outros.

Veja também: 

Novo CEO da maior aceleradora do Vale do Silício aposta em networking para atrair futuras unicórnios

Instagram é multado em 405 milhões de euros por violação de privacidade na UE